Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Vini Jr. converte pênalti, e Brasil goleia a Guiné em jogo marcado por manifestações antirracistas

Seleção faz partida segura e vence por 4 a 1 o amistoso disputado na Espanha; Joelinton faz boa estreia e é destaque

Futebol|Do R7

Joelinton abriu o placar para a seleção brasileira
Joelinton abriu o placar para a seleção brasileira Joelinton abriu o placar para a seleção brasileira

Em boa atuação, a seleção brasileira venceu a Guiné por 4 a 1, em amistoso disputado em Barcelona, na Espanha, neste sábado (17).

Os gols da canarinho foram marcados por Joelinton, Rodrygo, Éder Militão e Vinicius Júnior. A seleção africana descontou com Guirassy.

A partida foi marcada pela série de manifestações antirracistas promovidas pela CBF. Pela primeira vez na história, o Brasil usou um uniforme totalmente preto.

Além disso, os atletas fizeram um minuto de silêncio contra o racismo, antes do início de jogo, e ficaram de joelhos.

Publicidade
Jogadores fizeram manifestação antirracista antes do jogo
Jogadores fizeram manifestação antirracista antes do jogo Jogadores fizeram manifestação antirracista antes do jogo

Em campo, o time de Ramon Menezes teve atuação segura contra a frágil seleção de Guiné, que ocupa a posição 79 no ranking da Fifa.

Fazendo estreia na seleção, o lateral Ayrton Lucas, do Flamengo, e o volante Joelinton, do Newcastle, foram destaques positivos e tiveram atuação segura.

Publicidade

O lateral rubro-negro teve liberdade para subir o campo e não comprometeu na marcação. Já o voltante do Newcastle foi um dos melhores em campo. Marcou o gol que abriu o placar, mostrou muito entrosamento com os outros dois homens de meio-campo e deve seguir no radar da amarelinha.

O Brasil volta a campo nesta terça-feira (20), em mais um amistoso, contra Senegal, às 16h (Brasília), no estádio José Alvalade, em Portugal.

Publicidade

O jogo

Vini Jr. fechou o placar para o Brasil
Vini Jr. fechou o placar para o Brasil Vini Jr. fechou o placar para o Brasil

Em clima de final de temporada, já que muitos atletas brasileiros jogam na Europa, a seleção não foi intensa na primeira etapa, mas contou com a qualidade do seu meio-campo e da pressão alta feita pelos atacantes para sair vencendo a Guiné.

A seleção africana também teve espaço para jogar e praticamente igualou-se aos brasileiros na posse de bola.

O gol brasileiro veio aos 26 minutos do primeiro tempo. Após falta marcada próximo ao escanteio direito, Rodrygo cruzou na área, Richarlison cabeceou e, após bater em Casemiro, a bola sobrou limpa para Joelinton chutar de primeira, com o goleiro adversário já vencido no lance, e abrir o placar.

Três minutos depois, o Brasil aumentou a contagem. Após Richarlison pressionar a saída de bola da Guiné, Rodrygo roubou a bola, carregou em direção à área adversária e chutou cruzado para estufar as redes: 2 a 0.

Aos 35 minutos, a Guiné descontou. Após uma troca de passes na zona de defesa brasileira, Sylla recebeu pelo lado esquerdo e cruzou com perfeição para o centroavante Guirassy, que levou a melhor na disputa pelo alto com Marquinhos e cabeceou no canto do gol para marcar o tento.

Na volta do intervalo, já vestindo a tradicional camisa amarela, o Brasil precisou de apenas um minuto e meio para aumentar o marcador.

Após cruzamento vindo do lado direito do campo, Militão desviou de cabeça, sem dar chances ao goleiro guineense.

O gol pareceu ter animado o time brasileiro, que começou uma blitz na área adversária, subindo a linha de marcação para tentar forçar erros adversários.

No entanto, com muitas mudanças nos dois times, no segundo tempo, a temperatura do jogo esfriou.

Aos 43 minutos do segundo tempo, Vinicius Júnior deu números finais ao jogo ao marcar de pênalti o quarto gol brasileiro.

A vitória, a primeira de Ramon no comando da seleção, também encerra um período de mais de sete meses em que o time brasileiro não ganhou nenhum jogo. O último resultado positivo tinha sido contra a Coreia do Sul, nas oitavas de final da Copa do Mundo.

Ficha técnica

Brasil x Guiné

Local: Estádio Cornellà-El Prat, Barcelona, Espanha

Data e hora: Sábado (17), às 16h30 (horário de Brasília)

Árbitro: Andris Treimanis (LET)

Assistentes: Haralds Gudermanis e Aleksejs Spasennikovs (ambos da Letônia)

VAR: Víctor Garcia (ESP)

Cartões amarelos: Paquetá (BRA), Casemiro (BRA), Issiaga Sylla (GUI)

Gols: Joelinton (BRA), Rodrygo (BRA), Guirrassy (GUI), Éder Militão (BRA), Vinicius Júnior (BRA)

Brasil: Ederson; Ayrton Lucas, Marquinhos, Éder Militão e Danilo (Vanderson); Lucas Paquetá (Raphael Veiga), Casemiro e Joelinton (Bruno Guimarães); Vinicius Júnior (Rony), Richarlison (Pedro) e Rodrygo (Malcom). Técnico: Ramon Menezes

Guiné: Koné; Sylla, Diakhaby, Saidou Sow e Conte (Dembo Sylla); Ilaix Moriba (Camara), Diawara, Kamano (Diaby), Naby Keita (Cissé) e Guilavogui (Morlaye Silla); Guirassy (Kante). Técnico: Kaba Diawara

De vendedor de pastel à seleção brasileira: conheça Joelinton, novidade do Brasil

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.