Futebol Vasco vira no fim, bate o Operário e respira na Série B

Vasco vira no fim, bate o Operário e respira na Série B

Cruzmaltino contou com dois gols do atacante Alex Teixeira já na reta final de partida no Germano Krüger

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Alex Teixeira celebra com Gabriel Pec o gol que deu a vitória ao Vasco sobre o Operário

Alex Teixeira celebra com Gabriel Pec o gol que deu a vitória ao Vasco sobre o Operário

Daniel Ramalho / Vasco

Na noite desta terça-feira (4), em partida válida pela 33ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, no Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa, no Paraná, o Vasco venceu o Operário pelo placar de 3 a 2 em virada emocionante nos últimos minutos de duelo.

Com o resultado, o Gigante da Colina respirou no G-4 e chegou aos 52 pontos, ainda ocupando a 4ª colocação na tabela. O Fantasma, por sua vez, permanece com 32 e ocupando a 18ª colocação, lutando contra o rebaixamento.

O primeiro gol da partida saiu aos 14 minutos de jogo. Felipe Garcia teve espaço pela direita, cruzou para Reina e o meia do Operário chegou tranquilo para empurrar a bola para o fundo da rede. Sem chance para o goleiro Thiago Rodrigues.

Na volta para a segunda etapa, o técnico Jorginho promoveu algumas alterações para dar poder ofensivo ao Vasco.

Aos 18 minutos, Bruno Tubarão cobrou escanteio fechado pela esquerda e a zaga do Operário bateu cabeça na hora de afastar. Na sobra, a bola parou novamente nos pés de Tubarão, que bateu forte e com categoria no canto esquerdo do goleiro Simão.

O Fantasma, no entanto, não se abateu com o empate sofrido e foi para cima. A pressão deu resultado. Aos 29 minutos, após bola levantada na área, Thiago Rodrigues se atrapalhou na saída do gol e a bola sobrou para Paulo Victor, que chutou forte no canto direito para desempatar o placar.

Quando as coisas pareciam perdidas e a 9ª derrota consecutiva fora de casa uma realidade, brilhou a estrela de Alex Teixeira, que marcou seus primeiro gols com a camisa cruzmaltina.

Aos 44 minutos, Figueiredo recebeu com espaço perto da zona de meio-campo, levantou a cabeça e cruzou na segunda trave, para o camisa sete aparecer nas costas da marcação, finalizar na saída de Simão e aumentar o sonho.

No último ataque da partida, aos 49, o Vasco mostrou que é o time da virada. Em jogada pela esquerda, Gabriel Pec recebeu e deixou Alex Teixeira, mais uma vez, para desviar e garantir uma vitória para o Gigante da Colina após a sequência de oito derrotas consecutivas como visitante.

Próximos jogos

Em queda brusca de rendimento, o Vasco vira a chave e passa a focar no duelo do próximo sábado (8), com o Novorizontino às 18h30, em São Januário. O Operário vai a campo no mesmo dia, às 11h, contra a Chapecoense, fora de casa.

FICHA TÉCNICA
Operário 2 x 3 Vasco
Local: Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa, no Paraná
Data e hora: terça-feira (4/10), às 19h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Leirson Peng Martins e Lucio Beiersdorf Flor (ambos do RS)

Gols: Reina 14'/1ºT e Paulo Victor 29'/2ºT (Operário);  Bruno Tubarão 18'/2ºT e Alex Teixeira 44'/2ºT e 49'/2ºT (Vasco)
Cartões amarelos: Léo Matos, Alex Teixeira e Bruno Tubarão (Vasco)

OPERÁRIO: Simão; Arnaldo, Dirceu, Reniê e Fabiano; Ricardinho (Rafael Chorão), Fernando Neto, Gioavanni Pavani (Júnior Brandão), Reina (Pablo) e Paulo Victor (Lucas Mendes); Felipe Garcia. Técnico: Matheus Costa.

VASCO: Thiago Rodrigues; Léo Matos (Bruno Tubarão), Danilo Boza, Anderson Conceição e Edimar; Zé Gabriel (Marlon Gomes), Andrey Santos e Nenê (Alex Teixeira); Figueiredo, Raniel (Erick) e Eguinaldo (Gabriel Pec). Técnico: Jorginho.

'Botafogo Way' ganha forma: Glorioso inicia relação entre comissões técnicas

Últimas