Futebol Valdiram, ex-atacante do Vasco, é encontrado morto em São Paulo aos 36 anos

Valdiram, ex-atacante do Vasco, é encontrado morto em São Paulo aos 36 anos

Ex-atacante do Vasco, Valdiram, de 36 anos, foi encontrado morto neste sábado em São Paulo. O ex-jogador vestiu a camisa do time carioca entre 2006 e 2007, na melhor fase de sua carreira, e vinha vivendo como morador de rua. Ele foi achado na rua Santa Eulália, na zona norte da capital paulista, onde lutava contra o vício das drogas.

A informação foi noticiada em primeira mão pelo programa Brasil Urgente, da TV Bandeirantes, e foi confirmada pela reportagem do Estado com o Instituto Médico Legal (IML) do bairro Santana, para onde Valdiram foi encaminhado. O IML local também confirmou que o corpo ainda não foi reconhecido por familiares, embora o mesmo já tenha sido identificado por outros moradores de rua que o conheciam. O próprio Vasco divulgou nota oficial, na noite deste sábado, lamentou o falecimento do seu ex-jogador.

Natural de Canhotinho, cidade do interior de Pernambuco, Valdiram teve uma carreira atrapalhada por uma série de problemas fora de campo, como o vício em drogas, álcool e sexo, e colecionou episódios de indisciplina nos clubes que defendeu.

No ano passado, o Vasco conseguiu, por meio do Serviço Social, internar o ex-integrante do time cruzmaltino em uma clínica de reabilitação. Isso ocorreu pouco depois de o jornal Extra ter publicado, em fevereiro de 2018, uma reportagem na qual contou ter encontrado o ex-vascaíno morando na rua em Bonsucesso, na zona norte do Rio.

Valdiram chegou até a retomar a sua carreira ao ganhar uma chance do Olaria, clube do interior do Rio, depois de ter recebido alta da clínica onde foi internado. Porém, ele retornou para as ruas novamente, em julho, e voltou a se entregar aos vícios.

No auge de sua carreira, Valdiram foi artilheiro da Copa do Brasil de 2006, com sete gols marcados, e ajudou o Vasco à chegar à final da competição, na qual o time cruzmaltino acabou sendo derrotado pelo Flamengo na luta pelo título. Entretanto, por causa de sua vida desregrada, começou a faltar a treinos e teve o seu contrato rescindido em fevereiro de 2007.

A última aparição pública de Valdiram ocorreu em dezembro do ano passado, quando um vídeo publicado no YouTube mostrou ele pedindo ajuda a ex-companheiros de Vasco, que se pronunciou de maneira oficial, na noite deste sábado, para lamentar a morte do ex-atacante.

"O Club de Regatas Vasco da Gama comunica, com pesar, o falecimento do ex-atacante do Clube Valdiram. Ele tinha 36 anos. Seu corpo foi identificado neste sábado (20/04), em São Paulo. As causas da morte ainda são desconhecidas", disse o clube por meio de nota, na qual em seguida relembrou de sua trajetória profissional.

"Valdiram chegou ao Vasco em 2006 contratado junto ao Esportivo (RS). Logo se destacou, tendo terminado como artilheiro da Copa do Brasil daquele ano, quando o Gigante da Colina terminou com o vice-campeonato. Sua passagem por São Januário se encerrou em 2007", seguiu a nota oficial, que por fim comentou os dramas pessoais do ex-atacante.

"Em fevereiro de 2018, ao tomar conhecimento de que Valdiram vinha dormindo na rua, após dar como vencida uma batalha contra as drogas e o alcoolismo, o clube conseguiu junto a uma conceituada clínica médica do Rio de Janeiro que o ex-jogador pudesse se tratar gratuitamente e retomar a vida. Valdiram ficou internado durante quatro meses, deixando a clínica no dia 23 de junho", completou o clube.