Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Turno irretocável e invencibilidade recorde. Números do campeão 

Corinthians de Carille cravou marcas históricas com campanha em 2017

Futebol|Dado Abreu, do R7


Corinthians: único hepta do Brasil (1990, 1998, 1999, 2005, 2011, 2015 e 2017)
Corinthians: único hepta do Brasil (1990, 1998, 1999, 2005, 2011, 2015 e 2017)

Com uma campanha extraordinária no primeiro turno do Brasileirão, o Corinthians, além do título do campeonato garantido nesta quarta-feira (15), flertou com a possibilidade de bater uma dezena de recordes do Nacional disputado no sistema de pontos corridos e com 20 clubes participantes, o que acontece desde 2006.

Devido à queda de desempenho na segunda metade da competição, nem todas as marcas foram quebradas. Mesmo assim, o time do técnico Fábio Carille será lembrado por números impressionantes na campanha de 2017. 

No primeiro turno, o Corinthians alcançou dois feitos históricos com um desempenho espetacular e 47 pontos somados: número de pontos ganhos em um só turno e terminar a metade inicial do torneio de forma invicta.

Semanas depois o Timão ressaltou a pinta de campeão ao vencer o Sport, em Itaquera, por 3 a 1, e chegar a 19 jogos sem derrota. Com isso, o clube paulista superou Atlético-PR (2004) e São Paulo (2008), com 18 partidas invictas em edições de pontos corridos. Uma rodada depois o Alvinegro ainda venceu a Chapecoense e finalizou a série imbatível com 20 confrontos sem derrota.

Publicidade

Em clássicos a equipe também teve um bom retrospecto, se não recordista, bastante positivo: em 13 jogos na temporada foram sete vitórias, cinco empates e apenas uma derrota diante de seus principais rivais estaduais. Aproveitamento de 73%, o melhor entre os grandes paulistas. 

Leia também

Depois do Fluminense, agora restam três rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro e outro recorde ainda pode ser quebrado pelo Corinthians, este relacionado a distância para o segundo colocado ao término do torneio. A maior delas aconteceu em 2007, ocasião em que o São Paulo de Muricy Ramalho encerrou o Brasileirão com 15 pontos de diferença para o vice-campeão.

Publicidade

"O que me deixa feliz é que no futebol se fala em personalidade para dar a volta por cima. Se nós não tivéssemos personalidade, não sei se recuperaríamos. Foi difícil sair da casa dos 50 pontos [no meio do returno]. Não saía nunca. Mas que bom que demos a volta por cima em tempo. Se oscilamos no final, os outros times oscilaram em outros momentos", analisou o técnico Fábio Carille.

O campeão ainda tem um desafio na temporada. E ele diz respeito a Jô. O atacante tem a missão inédita de ser o goleador do Campeonato Brasileiro. Jamais o time do Parque São Jorge teve um líder da artilharia em campeonatos nacionais. O camisa 7 corintiano briga gol a gol com Henrique Dourado, do Fluminense, pelo rótulo de artilheiro do Brasileirão de 2017 - está na frente no momento por 18 a 17.

Publicidade

Mas, os recordes não param por aí. O Corinthians é agora o maior campeão do País, com sete títulos do Campeonato Brasileiro (1990, 1998, 1999, 2005, 2011, 2015 e 2017), e caso derrote o Flamengo na próxima rodada, no Rio de Janeiro, domingo (19), terá vencido todos os adversários em uma mesma edição do Nacional. Apenas o Cruzeiro, em 2013, conseguiu tal façanha. Será que o Timão alcança mais essa marca?

EsportesR7 no YouTube. Inscreva-se

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.