Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Torcedor do Fluminense e Boca Juniors terá coração 'dividido' na final: 'Viajei no ônibus chorando'

Torcedor é brasileiro, mas mora na Argentina há dois anos e criou um amor pelo time Xeneize, rival do Tricolor na decisão

Futebol|Do Live Futebol BR


Diego Zani é torcedor do Fluminense, mas fanático do Boca Juniors
Diego Zani é torcedor do Fluminense, mas fanático do Boca Juniors

Boca Juniors e Fluminense disputam a grande final da Libertadores neste sábado (4). No Maracanã, as equipes vão em busca da Glória Eterna, sendo que o Boca Juniors quer seu sétimo título e se tornar, junto ao Independiente, o maior campeão do torneio, enquanto o Fluminense quer seu primeiro troféu.

Na torcida estará Diego Zani. O brasileiro, carioca, e torcedor do Fluminense, estará no Mario Filho acompanhando o duelo, no entanto, com o coração bastante dividido, já que ele mora em Buenos Aires e é torcedor assíduo do Boca Juniors.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu Whatsapp

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

"Sou brasileiro, sou Tricolor, vivo na Argentina, que não é minha família de sangue, mas o Boca para mim é como minha família. Quando vou na Bombonera, no bairro, meus amigos são do Boca, meus problemas desaparecem, é como se eu estivesse na minha casa. Eu peguei um amor louco pelo Boca Juniors, mas o Fluminense sempre presente", explica o torcedor.

Publicidade

Leia também

Na Argentina há mais de dois anos, Diego foi se apaixonado pela cultura do Boca Juniors e passou a acompanhar de perto os jogos do clube xeneize.

Diego Zani frequenta quase todos os jogos do Boca Juniors
Diego Zani frequenta quase todos os jogos do Boca Juniors

"Sempre gostei de arquibancada, torcida, bandeira, bumbo, batuque e essa paixão por torcida foi aumentando quando eu fui conhecendo as torcidas argentinas, a cultura, a ideologia deles de cantar mesmo com o time mal. Até que um belo dia eu decidi passar um tempo na Argentina e me apaixonei pela cultura de estádio", iniciou o torcedor.

Publicidade

"Mas é impossível falar da minha estádia na Argentina sem falar do Boca. Como fui apaixonado por torcida, eu fui no bairro do Boca para conhecer, ver e nisso acabei me apaixonando pelo Boca também", completou.

Diego Zani está com o coração dividido nesta final de Libertadores.
Diego Zani está com o coração dividido nesta final de Libertadores.

Após saber quem seriam os times finalistas, Diego não pensou duas vezes e arrumou as malas para viajar ao Rio de Janeiro acompanhar a final de perto. No entanto, o torcedor revelou que está sentindo um misto de emoções.

"Quando definiu a final, todos os meus amigos do Rio começaram a me perguntar: 'E agora?', a galera da Argentina também começou a me questionar. É complicado. Eu nunca imaginei na minha vida que os dois clubes iam se cruzar, minhas duas paixões, meus dois amores, eu estou ansioso em dobro, é um sentimento muito doido, não consigo explicar, porque não consigo escolher um", disse Diego.

"Sempre quis viajar para ver o Fluminense em uma final de Libertadores, só não imaginei que aconteceria comigo morando na Argentina e precisando viajar para o meu país natal e para ver dois clubes que eu amo. Eu viajei no ônibus chorando", explicou o torcedor.

Apesar de estar com o coração dividido, Diego explicou a sua escolha na grande decisão. O torcedor disse que ainda que ame o Boca Juniors, quer 'um pouquinho mais' que o campeão seja o Fluminense.

"O Boca Juniors já tem seis títulos, enquanto o Fluminense quer a sua primeira. E também porque o Tricolor é o time da minha vida inteira, enquanto o Boca sempre gostei muito, mas é um amor que aflorou faz menos tempo", concluiu Diego.

Escolha errada? Neymar, CR7 e Benzema sofrem desvalorização na Arábia Saudita; veja lista e valores

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.