Técnico Carille é principal alvo de protesto da torcida do Corinthians

A principal torcida organizada do Timão organizou um protesto na entrada do CT Joaquim Grava, onde elenco se prepara para jogo contra o Bahia

Cerca de 200 torcedores protestaram contra atual fase do Corinthians

Cerca de 200 torcedores protestaram contra atual fase do Corinthians

Roberto Thomé/RecordTv

Cerca de 200 torcedores do Corinthians, liderados pela organizada Gaviões da Fiel, estiveram na manhã desta sexta-feira (20), no CT Joaquim Grava para protestar contra os últimos resultados do Timão, principalmente depois da derrota por 2 a 0 para o Independiente Del Valle, na última quarta-feira, pela semifinal da Copa Sul-Americana.

Veja mais: Quem são os 'parças' de Neymar que receberiam R$ 50 mil por mês

O alvo principal dos ataques foi o técnico Fabio Carille, que foi chamado de retranqueiro. O time foi acusado de não ter raça. Os torcedores levaram faixas em que os jogadores também são cobrados. Os fãs afirmam que o Corinthians não joga de acordo com a história do clube. Em uma das faixas está escrito: "Jogadores ganham muito, mas jogam pouco".

O treino também acontece nessa manhã e o elenco ficará concentrado no centro de treinamento. O Corinthians joga no próximo sábado, na Arena Corinthians, às 19h, contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro. 

O time está na quinta colocação do torneio nacional, com 32 pontos, e há duas rodas não vence. 

O jogo da volta contra o Independiente Del Valle acontece na próxima quarta-feira em Quito, no Equador. Para chegar a final da Sul-Americana, o Corinthians tem de ganhar com pelo menos dois gols de diferença, se fizer três ou mais gols na partida. Um 2 a 0, leva a disputa para pênaltis. 

Curta a página do R7 Esportes no Facebook. 

Quais os clubes mais populares do Brasil nas redes sociais? Descubra!