Futebol 'Sete jogos, sete decisões', diz Edenílson antes de Gre-Nal

'Sete jogos, sete decisões', diz Edenílson antes de Gre-Nal

No estádio Beira-Rio, Internacional enfrenta Grêmio para se manter na liderança do Brasileirão. Colorado não vence Tricolor há dois anos

Agência Estado - Esportes
Edenílson é um dos titulares que tentarão quebrar jejum de dois anos contra Grêmio

Edenílson é um dos titulares que tentarão quebrar jejum de dois anos contra Grêmio

Ricardo Duarte/Divulgação Internacional 20.1.2021

Após assumir a liderança do Campeonato Brasileiro, o Internacional enfrenta neste domingo, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, o seu maior rival, Grêmio, em um embate cheio de expectativas. O caráter histórico do duelo, por si só, já seria o bastante, mas o bom momento de ambas as equipes aumenta a temperatura de um dos maiores clássicos do Brasil.

O volante Edenílson, um dos destaques que alçaram o Internacional para o topo da tabela de classificação, concedeu entrevista para o canal oficial do clube e dividiu o sentimento do time para a partida. Um Gre-Nal, em qualquer circunstância, já tem clima de final de campeonato. Para o jogador gaúcho, agora mais do que nunca.

Leia também: Santos perdeu de graça Yuri Alberto. Atacante de R$ 516 milhões

"Momento muito bom. A gente sabe as dificuldades que existem no Campeonato Brasileiro, a gente passou por elas. Conseguimos nos reerguer, digamos assim. Agora é manter. Temos sete jogos, sete decisões, uma mais difícil que a outra. Para gente sempre a próxima mais ser a mais difícil", resumiu Edenílson.

Para o Internacional, quebrar o jejum de dois anos sem vencer um Gre-Nal também significa se manter na ponta da tabela de classificação. A equipe comandada pelo técnico Abel Braga tem 59 pontos, dois acima do vice-líder São Paulo antes do início desta 32.ª rodada, e depende apenas de si para conquistar o título do Brasileirão.

Vale lembrar que o Flamengo, com um jogo a menos e na terceira posição com 55 pontos, se vencesse todos os jogos também dependeria de si mesmo, pois enfrenta o Internacional nesta reta final do campeonato. Portanto, qualquer deslize pode ser fatal para o tão sonhado tetra da equipe gaúcha.

Edenílson, como não podia ser muito diferente, ressaltou a dificuldade do Gre-Nal de número 429 da história. "Jogo difícil. Campeonato Brasileiro é um dos mais difíceis do mundo. Não à toa, hoje temos oito times com chances de título. E a gente quer fazer a nossa parte", disse.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Conheça técnicos mais bem pagos do mundo: Pep Guardiola lidera

Últimas