Adeus ao Rei do Futebol

Futebol 'Ser cover do Pelé é uma loucura, não dá nem para almoçar', diz sósia do Rei

'Ser cover do Pelé é uma loucura, não dá nem para almoçar', diz sósia do Rei

Nicanor Ribeiro foi até o velório do ex-jogador e falou como é a vida de cover de Pelé

Lance

GUILHERME DIONÍZIO/ESTADÃO CONTEÚDO - 2.1.2023

Nicanor Ribeiro, o sósia de Pelé, compareceu ao velório do ex-jogador, que morreu na última semana. Na Vila Belmiro, o cover do Rei do Futebol revelou como a história se originou e falou também sobre como era imitar o ex-atleta.

"Em 1996, eu estava na Disney, e alguns norte-americanos e japoneses me confundiram com o Pelé e me pediram fotos. Aí, em 2002, eu me intitulei sósia dele. Dois anos depois eu o conheci e a gente gravava sempre alguma publicidade em época de Copa do Mundo", disse Nicanor.

"Ser cover do Pelé é uma loucura, não dá nem para almoçar e jantar direito porque é muita gente pedindo foto. Mas eu só tenho a agradecer a Deus e ao Edson Arantes do Nascimento por tudo que me proporcionou nos últimos 20 anos. Respeito por ele vai continuar até minha morte. Ele é eterno", completou.

Pelé foi internado dia 29 de novembro para reavaliar a quimioterapia para tratar um câncer no cólon. Contudo, o ex-jogador teve uma piora no quadro e passou um mês no Hospital Israelita Albert Einstein até morrer, na última quinta-feira, aos 82 anos.

Últimas