Futebol Santos perde para o Coritiba e sai em desvantagem por vaga: 1 a 0

Santos perde para o Coritiba e sai em desvantagem por vaga: 1 a 0

Jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil foi disputado, na noite desta quarta-feira, no Couto Pereira, na capital paranaense

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Nascido em Santos, Alef Manga marcou o gol para o Coritiba

Nascido em Santos, Alef Manga marcou o gol para o Coritiba

Guilherme Griebeler/Coritiba

Em jogo de ida pela terceira fase da Copa do Brasil, o Santos perdeu para o Coritiba por 1 a 0, na noite desta quarta-feira (20), no Estádio Couto Pereira, em Curitiba. Gol de Alef Manga, aos 23'/1ºT.

Os dois times decidem quem avança às oitavas de final no próximo dia 12 de maio, uma quinta-feira, às 21h30, na Vila Belmiro. Os paranaenses precisam apenas de um empate. Ambos os jogos, com torcida única.

O Santos precisa triunfar por dois gols de diferença e, se construir vitória simples, a vaga será decidida nos pênaltis.

O jogo
A partida começou com o Coxa dando um “calor” no Peixe. Antes dos primeiros quatro minutos, o goleiro santista João Paulo já tinha feito duas difíceis defesas em chutes potentes dos donos da casa.

Com quatro mudanças em relação ao time que venceu o mesmo Coritiba no último domingo (17), por 2 a 1, pelo Campeonato Brasileiro, o Santos parecia acuado diante da “blitz” dos paranaenses.

Aos 8’, foi a vez de Régis mandar a bomba de frente para o gol e, novamente, João Paulo precisou trabalhar para evitar o pior.

Aos 11’, mais João Paulo. O arqueiro se esticou para defender, de mão trocada, chute de longe de Willian Farias no canto direito.

O Santos só foi assustar aos 18’ com Angulo e Ricardo Goulart em trama de ataque. Mas, entre 19’ e 21’, João Paulo defendeu mais três vezes – todas, intervenções muito complicadas.

Façanhas que JP não conseguiu repetir aos 23’, quando Willian Farias lançou Alef Manga na direita e ele não desperdiçou. O atacante chutou rasteiro e venceu o “paredão” santista para abrir o placar: 1 a 0.

Detalhe é que Alef, de 27 anos, não só é nascido em Santos como tem residência na cidade e seu time do coração é justamente o Peixe.

O Santos ainda reclamou um pênalti não marcado, aos 28’, após Madson cair dentro da área após entrada de Alef Manga.

O Santos acordou, buscou mais o ataque, mas foi João Paulo quem se destacou em tapinha providencial para tirar uma bola venenosa do Coritiba, aos 40’. Ficou nisso.

Etapa final
Começou com um Santos mais insinuante. Aos 14’, Ricardo Goulart teve a melhor chance para os visitantes, mas o cabeceio terminou com bola para fora.

Para manter a escrita, aos 16’, João Paulo voltou a ter trabalho duro na defesa de bomba de Andrey.

O técnico santista resolveu mexer e colocou em campo dois jogadores que foram titulares no duelo anterior com o Coritiba: Léo Baptistão e Rodrigo Fernández no lugar de Ricardo Goulart e Sandry. 

Aos 19', cartões amarelos para Henrique e Maicon; aos 21', para Willian Farias. E, na sequência, mais mudanças do Santos: Marcos Leonardo/Ângelo e Zanocelo/Maranhão.

O Coritiba aproveitou para fazer sua primeira alteração em confronto que ficava cada vez mais truncado: Robinho no lugar de Régis, cansado. E mais cartões amarelos: para os santistas Jhojan Julio e Lucas Pires. Resultado: falta perigosa para o Coxa.

Lucas Braga foi para o jogo e saiu Bryan Angulo em derradeira tentativa de Fabián Bustos mudar algo em favor do Santos. Também Alef Manga deixou o campo pelo Coxa para a entrada de Guillermo, zagueiro. 

Não deu resultado e o Coritiba encerrou sequência de cinco jogos sem vencer o Peixe: 1 a 0 para os paranaenses em vantagem na busca por vaga da Copa do Brasil. O técnico santista Fabián Bustos ainda foi expulso, aos 48', por reclamação.

FICHA TÉCNICA
Coritiba 1 x 0 Santos
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data e hora: quarta-feira (20), às 19h30
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (FIFA/Rio)
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (FIFA/Rio) e Carlos Henrique Lima de Alves Filho (Rio)

Gol: Alef Manga aos 23'/1ºT (Coritiba)

Cartões amarelos: Henrique (Coritiba), aos 19'/2ºT; Maicon (Santos), aos 19'/2ºT; Willian Farias (Coritiba), aos 21'/2ºT; Jhojan Julio (Santos), aos 25'/2ºT; Lucas Pires (Santos), aos 29'/2ºT; Matheus Alexandre (Coritiba), aos 40'/2ºT

CORITIBA: Alex Muralha; Matheus Alexandre, Henrique, Luciano Castan e Guilherme Biro; Willian Farias, Andrey e Régis (Roginho); Igor Paixão, Alef Manga (Guillermo) e Clayton (Martinez). Técnico: Gustavo Morinigo.

SANTOS: João Paulo; Madson, Maicon, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Willian Maranhão (Zanocelo), Sandry (Rodrigo Fernández) e Ricardo Goulart (Léo Baptistão); Ângelo (Marcos Leonardo), Jhojan Julio e Bryan Angulo (Lucas Braga). Técnico: Fabián Bustos.

R$ 80 milhões para o campeão! Saiba os valores das premiações de cada fase da Copa do Brasil

Últimas