Futebol Santos fica no empate sem gols com o Ceará na Arena Barueri 

Santos fica no empate sem gols com o Ceará na Arena Barueri 

Com um jogador a mais desde a expulsão do volante cearense Richard, aos 19', Peixe pressionou, mas Vozão soube se fechar

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Madson conduz a bola para o Santos no duelo com o Ceará em Barueri

Madson conduz a bola para o Santos no duelo com o Ceará em Barueri

Ivan Storti/Santos FC

O Santos empatou com o Ceará em 0 a 0 na noite deste sábado (21) pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. No momento do apito final, o Peixe ocupava a 4ª colocação, com 11 pontos, e o Vozão permanecia na zona de rebaixamento: 19ª posição, com 5.

O próximo compromisso do Peixe é decisivo pelo grupo C da Copa Sul-Americana: terça-feira (24), às 19h15, contra os argentinos do Banfield, na Vila Belmiro.

O Ceará também tentará confirmar sua classificação na Sula: na quarta-feira (25), às 21h30, contra o Independiente, na Argentina, em partida do grupo G.

O jogo
Com quatro atacantes, o que dividiu a torcida santista nas redes sociais, o Santos começou na tentativa de impor seu mando de jogo numa Arena Barueri repleta de apoiadores do Peixe.

Enquanto a torcida entoava gritos de apoio, o Alvinegro Praiano trocava passes para encaixar jogadas que furassem a defesa do time de Fortaleza.

O Ceará não se intimidou e, no contra-ataque, aos 7’, o artilheiro colombiano Mendoza avançou e chutou para a defesa do goleiro João Paulo.

Quase ao mesmo tempo houve uma conferência de suposto pênalti a favor do Santos em jogada anterior ao contra-ataque, mas nada foi marcado naquilo que teria sido um toque de mão cearense.

E assim foi a toada da etapa inicial: santistas Jhojan Julio e Marcos Leonardo tentando tramar alguma jogada mais aguda com Angulo enquanto Mendoza buscava surpreender em velocidade para os visitantes.

E o Ceará surpreendeu, mas com Richard. Aos 13’, pela direita, chutou cruzado e João Paulo se esticou para desviar com a mão direita. Escanteio que o Vozão não soube aproveitar.

Léo Baptistão, aos 21', tentou achar Angulo, mas o que ganhou foi um escanteio, igualmente não bem aproveitado pelo Peixe.

Pouco depois, chute de Zanocelo, que João Ricardo encaixou. E Zanocelo voltou a atormentar o Ceará, aos 26'. Passou por dois adversários e achou Marcos Leonardo quase na pequena área, mas o atacante chutou para fora.

Entre os 33' e 38', boa movimentação santista. O Ceará soube neutralizar. Aos 39', Baptistão finalizou de direita e, aos 40', Zanocelo chutou forte. Ficou no susto.

O volante Richard fez igual, aos 44'. Um chute de direita, firme, que passou sobre o gol do arqueiro e capitão santista João Paulo. Ficou assim e, apesar da insistência santista e dos contra-ataques cearenses: nenhum gol no primeiro tempo.

Etapa final
Sem alterações, as equipes foram em busca de algo melhor do que um empate sem gols. Paralelamente, um problema com torcedores foi resolvido tardiamente: vários deles perderam parte da etapa inicial por um problema no sistema informatizado de catracas.

Aos 4', chute colocado de Léo Baptistão, que levantou a galera santista. Segunda tentativa perigosa dele. E, aos 7', Angulo perdeu gol feito para o Peixe, com gol aberto, após passe perfeito de Baptistão.

Aos 11', lindo gol do Santos, dos pés de Baptistão, mas anulado pelo VAR por suposta falta de Julio no início da jogada. Muita reclamação dos jogadores do Peixe e do técnico Fabián Bustos.

Na sequência, mais polêmica com o VAR, que viu falta de Richard em Angulo, o suficiente para expulsão do volante do Ceará. Vermelho para Richard, aos 19'.

O jogo ficou truncado e as equipes fizeram modificações para tentar algo novo numa partida que já se mostrava conturbada.

O Ceará, com um a menos, ficou todo atrás e, com apoio da torcida, o Santos foi com tudo em busca do triunfo. Mas o Peixe parecia desorganizado e com jogadores, que acabaram de entrar, mais frios. Teve pressão santista, acréscimos, mas nada de gol. Final: 0 a 0.

FICA TÉCNICA

Santos 0 x 0 Ceará

Local: Arena Barueri, em Barueri (SP)
Data e hora: sábado (21/5), às 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e Lucas Costa Modesto (DF)
VAR: Leone Carvalho Rocha (GO)

Público: 25.797

Renda: R$ 1.038.325,00

Cartão amarelo: Jhojan Julio (Santos), aos 44'/1ºT

Cartão vermelho: Richard Coelho (Ceará), aos 19'/2ºT

Santos:  João Paulo, Madson (Lucas Braga), Maicon, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández, Vinícius Zanocelo (Sandry) e Léo Baptistão (Lucas Barbosa); Jhojan Julio (Ricardo Goulart), Marcos Leonardo e Bryan Angulo (Rwan Seco). Técnico: Fabián Bustos.

Ceará: João Ricardo; Michel Macedo (Luiz Michel), Messias, Gabriel Lacerda e Bruno Pacheco; Rodrigo Lindoso, Richard Coelho, Erick (Richardson), Lima (Nino Paraíba), Mendoza (Iury) e Zé Roberto Cléber). Técnico: Dorival Junior.

Mbappé confirma permanência no PSG e encerra novela com Real

Últimas