Futebol Santos e Corinthians empatam por 0 a 0 em jogo morno

Santos e Corinthians empatam por 0 a 0 em jogo morno

Na estreia do meia Giuliano, maior iniciativa foi do Corinthians, que teve um gol e um pênalti anulados pelo VAR na etapa final

  • Futebol | Eugenio Goussinsky, do R7

Giuliano estreou pelo Corinthians

Giuliano estreou pelo Corinthians

Anderson Lira/Agência Estado/08-08-21

Santos e Corinthians empataram por 0 a 0  neste domingo (8), na Vila Belmiro, na 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, em um jogo que, na maior parte do tempo foi morno. Só teve mais movimentação no início do segundo tempo, quando o Corinthians teve um gol e um pênalti corretamente anulados pelo VAR.

O meia Giuliano, contratado no último dia 16 de julho, estreou pelo Corinthians, que, mesmo ainda com problemas na criação de jogadas, teve mais iniciativa que o Santos.

Foi o sexto empate do Corinthians. A equipe não consegue sair de uma situação perigosa. Com 15 pontos, a equipe se mantém entre a faixa intermediária e a zona de rebaixamento na tabela.

Já ao Santos, apesar do apreço de seu técnico, Fernando Diniz, por esquemas mais ofensivos, faltou poder de fogo e trocas mais rápidas em busca da finalização.

A equipe santista está na oitava colocação, com 20 pontos.

O Corinthians iniciou como sempre tem iniciado os jogos neste Brasileiro. Com medo de levar gols e mais preocupado com a marcação. Mas foi evoluindo no decorrer do jogo.

Até avançava seus jogadores para pressionarem o adversário, mas, com a bola, não conseguia criar jogadas ofensivas. Quem tinha de tomar a iniciativa era o Santos. Aí sim, o Corinthians se sentia no direito de tentar algo, por meio de contra-ataques.

O Santos avançava com muitos jogadores, mas era lento na troca de passes. E aos 10, em um contra-ataque armado por Jô, que estava recuado no meio-campo, o Corinthians trocou passes e Giuliano, com ótima visão, acionou Gustavo Silva na área.

O atacante chutou com perigo, para defesa de João Paulo.

A tônica do jogo seria esta.

O Corinthians, cauteloso, esperaria o Santos para tentar encontrar espaços no contra-ataque.

O Santos arriscava alguns chutes, em meio à marcação, como um de Marcos Leonardo, já dentro da área, mas defendidos por Cássio sem muita dificuldade.

A marcação santista, porém, era falha.

Camacho ficava praticamente sozinho na proteção dos zagueiros e, aproveitando espaço, Adson acionou Jô, que novamente perdeu a oportunidade de dentro da área, chutando para defesa de João Paulo, aos 20 minutos.

O Santos ficava mais com a bola, mas sem produtividade.

O Corinthians até criava mais chances, mas de forma tímida.  Até mesmo o uruguaio Carlos Sánchez, do Santos, que poderia dar mais ímpeto às avançadas santistas, estava sem inspiração.

Já no Corinthians, Giuliano deu maior equilíbrio no meio-campo, mas, ainda fora de ritmo, não criava muitas jogadas.

O primeiro tempo terminou como se fosse um treino de movimentação tática do meio-campo, sem mais jogadas ofensivas.

Segundo tempo

Na etapa final, o Santos tentou abrir mais as jogadas pelas pontas. Aos 5, Marcos Guilherme escapou pela direita e chutou sem direção.

Mas o Corinthians ganhou volume de jogo e dominou mais o meio-campo, controlando a partida.

Dois minutos depois, João Vitor fez ligação direta para Gustavo Silva, que, em velocidade, deu um corte em Felipe Jonatan e tocou para Adson chutar para defesa de João Paulo.

Aos 13, Gustavo volta a fazer boa jogada, toca para Jô, que faz o gol, mas o VAR deu impedimento e anulou.

Aos 15, no entanto, Gustavo de novo avança, agora pela esquerda e é derrubado por Madson: o juiz marcou pênalti, que o VAR novamente anulou, já que o santista tocou na bola.

Na busca de mais poder ofensivo, Diniz colocou o meia-atacante Gabriel Pirani no lugar do volante Camacho.

Irritado, Diniz acabou levando seu terceiro cartão amarelo no Campeonato e não poderá dirigir a equipe do banco, na próxima partida.

Aos 33, Mateus Vital entrou no lugar de Adson. E aos 35, o melhor do time, Gustavo Silva, deu lugar a Marquinhos.

Mas, em vez de aumentar a intensidade, o jogo foi ficando cada vez mais morno, até o apito final. Giuliano ainda foi substituído por Vitinho, que ficou em campo por 16 segundos.

Na próxima rodada, o Corinthians recebe o Ceará, no domingo (15), às 16h, e o Santos joga contra o Fortaleza, na casa do adversário, no mesmo domingo, às 18h15.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 0 X 0 CORINTHIANS

Local: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data e horário: domingo, 8 de agosto de 2021, às 16h
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (Fifa-SP)
Assistentes: Neuza Ines Back (Fifa-SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)
Cartões amarelos:  Jean Mota, Roni e o técnico Fernando Diniz

SANTOS: João Paulo; Madson, Luiz Felipe, Kaiky e Felipe Jonatan; Camacho (Gabriel Pirani), Carlos Sánchez e Jean Mota; Marcos Guilherme, Lucas Braga e Marcos Leonardo (Raniel). Técnico: Fernando Diniz.

CORINTHIANS: Cássio; Fágner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Gabriel, Giuliano (Vitinho), Roni e Adson (Mateus Vital); Gustavo Silva (Marquinhos) e Jô. Técnico: Sylvinho.

Futebol: veja imagens da final entre Brasil e Espanha em Tóquio

Últimas