Futebol Santos, 2023: acertar a mão em contratações é desafio inevitável

Santos, 2023: acertar a mão em contratações é desafio inevitável

Após anos decepcionantes, time entra em férias com mais dúvidas do que certezas em praticamente todos os setores do elenco

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Bauermann chegou em janeiro e convenceu; Nathan veio em agosto e ainda desperta dúvida

Bauermann chegou em janeiro e convenceu; Nathan veio em agosto e ainda desperta dúvida

Ivan Storti/Santos FC

Após dois anos de sofrimento e decepção, o Santos tem o objetivo de acertar a mão em contratações para a temporada de 2023. Décimo segundo colocado no Campeonato Brasileiro de 2022, o elenco entrou em férias com retorno aos trabalhos marcado para o dia 14 de dezembro. O Campeonato Paulista começa em 15 de janeiro.

Em pauta está a definição do novo técnico no lugar do Orlando Ribeiro, do sub-20, que virou interino no time após saída de Lisca. Como sempre ocorre nesses casos, diversos nomes são cogitados a todo o momento: Maurício Barbieri, Jair Ventura, Cuca, Marcelo Gallardo, Vojvoda... 

O Peixe também precisa de um gerente executivo de futebol – cargo vago desde as demissões sequenciais de Edu Dracena e Newton Drummond. Diego Cerri, que ocupa o posto no Grêmio, é especulado.

Há, portanto, muitas idas e vindas em curso. Jogadores emprestados voltam – caso do volante Willian Maranhão (que foi para o Atlético-GO) e do meia-atacante Gabriel Pirani (Cuiabá).

As dispensas já são bem conhecidas: os meias-atacantes Luan (que retorna ao Corinthians) e Bruno Oliveira (que seguirá com a Caldense-MG), além dos laterais-direitos Madson (sem clube em vista) e Auro (prestes a retornar ao Toronto).

Na berlinda
A gestão do presidente Andres Rueda entra em seu último ano sob questionamentos diversos. Apesar da reconhecida capacidade para “pagar boletos”, o dirigente é criticado por ser centralizador e por resistir a abrir o cofre e investir no futebol.

O resultado dentro de campo é a falta de brilho. Do atual elenco, em avaliação praticamente unânime de torcedores, salvam-se o goleiro João Paulo, o zagueiro Eduardo Bauermann, o volante Rodrigo Fernández e os atacantes Marcos Leonardo e Ângelo, além do meia-atacante Soteldo. O lateral-direito Nathan, um dos últimos a chegar, em agosto, ainda desperta dúvidas.

A torcida sonha com o retorno do meia Diego Pituca – hoje no Kashima Antlers. E torce ainda mais para que, em 2023, contratações não sejam feitas de forma temerária para evitar situações como a dos equatorianos Jhojan Julio e Bryan Angulo: pouco atuaram durante todo 2022 e, por força de contrato, seguem no elenco até que alguma negociação resolva a questão.

Conheça história do ex-goleiro da Espanha que perdeu Copa do mundo por causa de perfume

Últimas