Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Saiba como francês ocupou vaga de irmão e ganhou a Copa do Mundo

Originalmente zagueiro, Lucas Hernández foi improvisado na lateral esquerda do Atlético de Madri; boas atuações o levaram à França de Didier Deschamps

Futebol|Guilherme Padin, do R7

Zagueiro de origem, Lucas jogou de lateral e foi muito bem na Copa de 2018
Zagueiro de origem, Lucas jogou de lateral e foi muito bem na Copa de 2018 Zagueiro de origem, Lucas jogou de lateral e foi muito bem na Copa de 2018

Os irmãos Lucas e Theo Hernández têm muito em comum: os dois franceses são defensores e jogaram nos times de base do Atlético de Madri e da seleção da França.

Além disso, ambos conquistaram títulos importantes entre maio e julho.

Enquanto Theo foi campeão da Liga dos Campeões pelo Real Madrid, como reserva de Marcelo, Lucas foi titular da França na Copa do Mundo da Rússia e faturou o bicampeonato mundial para os 'Bleus'.

Curta a página R7 Esportes no Facebook

Publicidade

Os irmãos poderiam ter vivido um desfecho diferente em 2018, não fosse por uma transferência ao fim da temporada 2016-17.

Entenda como o Lucas 'conquistou' vaga do irmão e foi campeão da Copa

Publicidade

Lucas, 22, e Theo, 20, trilharam caminhos parecidíssimos no Atlético de Madri: ambos chegaram ao clube com 16 anos de idade e subiram de categorias nas equipes de base até garantirem seus lugares no elenco principal.

Até o fim da temporada 2016-17, o mais novo dos irmãos fazia mais sucesso. Emprestado ao Alavés, o lateral-esquerdo foi importante na surpreendente campanha da modesta equipe até a final da Copa do Rei, onde perderam para o Barcelona.

Publicidade

Galeria:O saldo pós-Copa: quem saiu, quem chegou e quem se aposentou

Enquanto isso, Lucas, originalmente era zagueiro, buscava seu espaço no Atleti e tinha de se contentar em ficar no banco de reservas, já que os titulares eram os uruguaios Godín e Giménez — já consolidados no clube.

Após o vice-campeonato pelo Alavés, Theo voltou do empréstimo para o Atlético. Em menos de uma semana, foi negociado com o Real Madrid para ser reserva do brasileiro Marcelo na última temporada, em uma transferência que mudou o futuro dos dois defensores franceses.

Foi a partir da temporada 2017-18 que tudo mudou para os irmãos: no Real, Theo acompanhava Marcelo protagonizar grandes atuações e acabou fazendo apenas 23 partidas. A nível de comparação, o brasileiro teve quase o dobro de jogos pelo Real: 44.

Theo Hernández não teve grande temporada pelo Real Madrid, rival do seu ex-clube
Theo Hernández não teve grande temporada pelo Real Madrid, rival do seu ex-clube Theo Hernández não teve grande temporada pelo Real Madrid, rival do seu ex-clube (Denis Doyle/Getty Images)

Em contrapartida, Lucas Hernández viveu uma reviravolta: sem opções para a lateral esquerda após as sucessivas lesões de Filipe Luís, o técnico Diego Simeone improvisou Lucas em diversas oportunidades.

O francês demonstrou versatilidade e se saiu bem na função, encerrando a temporada com 44 partidas — mesmo número de jogos de Marcelo. O brasileiro Filipe, por sua vez, se prejudicou pelas contusões e esteve presente em 28 partidas.

Veja também:Pogba. A lição de humildade do grande jogador de Deschamps

Com a falta de nomes para a posição deixada por Patrice Evra há dois anos, o treinador Didier Deschamps decidiu dar a primeira chance de Lucas na seleção francesa em março de 2018. 

Relembre: França bate Croácia e é bicampeã do mundo

Desde sua estreia pela França, em derrota diante da Colômbia, o mais velhos dos irmãos Hernández jogou em todas as partidas que fez a equipe de Deschamps: foram nove vitórias, dois empates e apenas uma derrota — justamente contra os colombianos, quando atuou por menos de 15 minutos.

Dentre as 12 partidas pela França, sete foram na campanha do bicampeonato mundial na Rússia. Aos 22 anos, mesmo atuando em uma posição que não era a sua, Lucas Hernández foi um dos melhores laterais da Copa, e ajudou sua equipe a ficar com o título.

Veja mais: As imagens mais bonitas da final da Copa do Mundo entre França e Croácia

Theo, por outro lado, não vive a mesma realidade: de acordo com o jornal esportivo Marca, da Espanha, o lateral do Real Madrid quer mais sequência e pode deixar o atual tricampeão da Liga dos Campeões.

Torcidas pelo mundo recebem suas seleções com festa após Copa

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.