Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Saiba como estavam clubes quando completaram seu centenário

Com CBF informando que temporada acabará em fevereiro de 2021, Cruzeiro terá centenário na Série B. Veja aniversario de 100 anos de outros clubes

Futebol|Do R7

Na última quinta-feira, a Confederação Brasileira de Futebol informou que a temporada 2020 se encerrará em 24 de fevereiro de 2021. Com isso, o Cruzeiro celebrará o centenário de fundação em meio à disputa da Série B do Brasileiro. Além da Raposa, outros clubes brasileiros já deixaram seus torcedores desapontados e não passaram o ano em que completavam 100 anos como gostariam. relembre o ano do centenário dos principais clubes do Brasil, confira!
Na última quinta-feira, a Confederação Brasileira de Futebol informou que a temporada 2020 se encerrará em 24 de fevereiro de 2021. Com isso, o Cruzeiro celebrará o centenário de fundação em meio à disputa da Série B do Brasileiro. Além da Raposa, outr... Na última quinta-feira, a Confederação Brasileira de Futebol informou que a temporada 2020 se encerrará em 24 de fevereiro de 2021. Com isso, o Cruzeiro celebrará o centenário de fundação em meio à disputa da Série B do Brasileiro. Além da Raposa, outros clubes brasileiros já deixaram seus torcedores desapontados e não passaram o ano em que completavam 100 anos como gostariam. relembre o ano do centenário dos principais clubes do Brasil, confira!
VASCO - O clube da Colina é considerado o melhor time dos centenários. Eles desfrutaram o ano ganhando o Cariocão invicto (Taça Guanabara e Taça Rio), e ainda foi campeão da Libertadores em cima do Barcelona de Guayaquil. Não conseguiram ser campeões brasileiros, ficaram em 10º e perderam o mundial para o Real Madrid por 2 a 1 em um jogo extremamente equilibrado
VASCO - O clube da Colina é considerado o melhor time dos centenários. Eles desfrutaram o ano ganhando o Cariocão invicto (Taça Guanabara e Taça Rio), e ainda foi campeão da Libertadores em cima do Barcelona de Guayaquil. Não conseguiram ser campeões b... VASCO - O clube da Colina é considerado o melhor time dos centenários. Eles desfrutaram o ano ganhando o Cariocão invicto (Taça Guanabara e Taça Rio), e ainda foi campeão da Libertadores em cima do Barcelona de Guayaquil. Não conseguiram ser campeões brasileiros, ficaram em 10º e perderam o mundial para o Real Madrid por 2 a 1 em um jogo extremamente equilibrado
FLUMINENSE - Em 2002, o Fluminense não deixou que a tristeza por ter acabado de passar pelos piores anos de sua história abalasse a festa pelo centenário do clube. Para treinador, contratou Renato Gaúcho. Para o comando do ataque, trouxe Romário. O Campeonato Carioca foi o único título que o Tricolor conquistou naquele ano. No Brasileiro, o clube das Laranjeiras foi semifinalista
FLUMINENSE - Em 2002, o Fluminense não deixou que a tristeza por ter acabado de passar pelos piores anos de sua história abalasse a festa pelo centenário do clube. Para treinador, contratou Renato Gaúcho. Para o comando do ataque, trouxe Romário. O Cam... FLUMINENSE - Em 2002, o Fluminense não deixou que a tristeza por ter acabado de passar pelos piores anos de sua história abalasse a festa pelo centenário do clube. Para treinador, contratou Renato Gaúcho. Para o comando do ataque, trouxe Romário. O Campeonato Carioca foi o único título que o Tricolor conquistou naquele ano. No Brasileiro, o clube das Laranjeiras foi semifinalista
FLAMENGO - Entre os principais times do Brasil, o Flamengo foi o primeiro a comemorar 100 anos. Em 1995, o presidente Kléber Leite formou um elenco recheado de estrelas com Sávio, Edmundo e Romário no ataque e Wanderley Luxemburgo como treinador. O chamado "melhor ataque do mundo", só conseguiu o título da Taça Guanabara. No Brasileirão, terminou com a 21ª colocação. Na Copa do Brasil, foi eliminado pelo Grêmio nas semifinais e caiu diante do Independiente na final da Supercopa dos Campeões da Libertadores
FLAMENGO - Entre os principais times do Brasil, o Flamengo foi o primeiro a comemorar 100 anos. Em 1995, o presidente Kléber Leite formou um elenco recheado de estrelas com Sávio, Edmundo e Romário no ataque e Wanderley Luxemburgo como treinador. O cha... FLAMENGO - Entre os principais times do Brasil, o Flamengo foi o primeiro a comemorar 100 anos. Em 1995, o presidente Kléber Leite formou um elenco recheado de estrelas com Sávio, Edmundo e Romário no ataque e Wanderley Luxemburgo como treinador. O chamado "melhor ataque do mundo", só conseguiu o título da Taça Guanabara. No Brasileirão, terminou com a 21ª colocação. Na Copa do Brasil, foi eliminado pelo Grêmio nas semifinais e caiu diante do Independiente na final da Supercopa dos Campeões da Libertadores
BOTAFOGO - O ano que marcou a volta do Botafogo à elite do futebol nacional também foi o do centenário do clube. Mas, em 2004, a estrela solitária não brilhou. O time sequer chegou às semifinais da Taça Guanabara e Taça Rio, além de ter sido eliminado na segunda fase da Copa do Brasil. No Campeonato Brasileiro, brigou até a última rodada para não voltar à Série B e acabou a competição apenas uma posição acima da zona de rebaixamento
BOTAFOGO - O ano que marcou a volta do Botafogo à elite do futebol nacional também foi o do centenário do clube. Mas, em 2004, a estrela solitária não brilhou. O time sequer chegou às semifinais da Taça Guanabara e Taça Rio, além de ter sido eliminado ... BOTAFOGO - O ano que marcou a volta do Botafogo à elite do futebol nacional também foi o do centenário do clube. Mas, em 2004, a estrela solitária não brilhou. O time sequer chegou às semifinais da Taça Guanabara e Taça Rio, além de ter sido eliminado na segunda fase da Copa do Brasil. No Campeonato Brasileiro, brigou até a última rodada para não voltar à Série B e acabou a competição apenas uma posição acima da zona de rebaixamento
GRÊMIO - Em 2003, outro time que sofreu no ano do centenário foi o Grêmio. O clube lutou até a última rodada para escapar do rebaixamento no Brasileirão, ficando na modesta 20ª posição. Além disso, foi eliminado nas quartas-de-final da Copa Libertadores para o Independiente de Medellin. No Gauchão, uma campanha ruim, caindo na primeira fase.
GRÊMIO - Em 2003, outro time que sofreu no ano do centenário foi o Grêmio. O clube lutou até a última rodada para escapar do rebaixamento no Brasileirão, ficando na modesta 20ª posição. Além disso, foi eliminado nas quartas-de-final da Copa Libertadore... GRÊMIO - Em 2003, outro time que sofreu no ano do centenário foi o Grêmio. O clube lutou até a última rodada para escapar do rebaixamento no Brasileirão, ficando na modesta 20ª posição. Além disso, foi eliminado nas quartas-de-final da Copa Libertadores para o Independiente de Medellin. No Gauchão, uma campanha ruim, caindo na primeira fase.
INTERNACIONAL - O Inter começou o ano do centenário com festa. Conquistou o Gauchão e a Copa Suruga. Na Copa do Brasil perderam a final para o Corinthians e no nacional foram vices, com dois pontos a menos que o campeão Flamengo.
INTERNACIONAL - O Inter começou o ano do centenário com festa. Conquistou o Gauchão e a Copa Suruga. Na Copa do Brasil perderam a final para o Corinthians e no nacional foram vices, com dois pontos a menos que o campeão Flamengo. INTERNACIONAL - O Inter começou o ano do centenário com festa. Conquistou o Gauchão e a Copa Suruga. Na Copa do Brasil perderam a final para o Corinthians e no nacional foram vices, com dois pontos a menos que o campeão Flamengo.
ATLÉTICO-MG- O torcedor do Atlético-MG não tem boas recordações do centenário. O Galo levou 5 a 0 do Cruzeiro na final do Campeonato Mineiro de 2008. Nomes como os de Ricardinho, Gallardo e D'Alessandro foram especulados, mas as principais contratações do clube acabaram sendo os veteranos Petkovic e Marques. No Brasileirão, apenas a 12ª colocação.
ATLÉTICO-MG- O torcedor do Atlético-MG não tem boas recordações do centenário. O Galo levou 5 a 0 do Cruzeiro na final do Campeonato Mineiro de 2008. Nomes como os de Ricardinho, Gallardo e D'Alessandro foram especulados, mas as principais contratações... ATLÉTICO-MG- O torcedor do Atlético-MG não tem boas recordações do centenário. O Galo levou 5 a 0 do Cruzeiro na final do Campeonato Mineiro de 2008. Nomes como os de Ricardinho, Gallardo e D'Alessandro foram especulados, mas as principais contratações do clube acabaram sendo os veteranos Petkovic e Marques. No Brasileirão, apenas a 12ª colocação.
SANTOS - Em 2012, com Neymar e companhia, o Peixe conseguiu ser campeão Paulista e ocuparam um modesto 8º lugar no Brasileirão.
SANTOS - Em 2012, com Neymar e companhia, o Peixe conseguiu ser campeão Paulista e ocuparam um modesto 8º lugar no Brasileirão. SANTOS - Em 2012, com Neymar e companhia, o Peixe conseguiu ser campeão Paulista e ocuparam um modesto 8º lugar no Brasileirão.
CORINTHIANS - Em 2010, o Timão de Ronaldo Fenômeno começou mal o ano. Ficaram em 5º no Paulistão, caíram na Libertadores para o Flamengo nas oitavas de final e terminaram a temporada na 3ª colocação do brasileiro.
CORINTHIANS - Em 2010, o Timão de Ronaldo Fenômeno começou mal o ano. Ficaram em 5º no Paulistão, caíram na Libertadores para o Flamengo nas oitavas de final e terminaram a temporada na 3ª colocação do brasileiro. CORINTHIANS - Em 2010, o Timão de Ronaldo Fenômeno começou mal o ano. Ficaram em 5º no Paulistão, caíram na Libertadores para o Flamengo nas oitavas de final e terminaram a temporada na 3ª colocação do brasileiro.
PALMEIRAS - Ano especial para o Palmeiras, devido à comemoração do centenário do clube, 2014 também foi para o torcedor esquecer. O alviverde de Palestra Itália acumulou fracassos em todas as competições que disputou e chegou a dezembro brigando para não cair para a Série B do Campeonato Brasileiro.
PALMEIRAS - Ano especial para o Palmeiras, devido à comemoração do centenário do clube, 2014 também foi para o torcedor esquecer. O alviverde de Palestra Itália acumulou fracassos em todas as competições que disputou e chegou a dezembro brigando para n... PALMEIRAS - Ano especial para o Palmeiras, devido à comemoração do centenário do clube, 2014 também foi para o torcedor esquecer. O alviverde de Palestra Itália acumulou fracassos em todas as competições que disputou e chegou a dezembro brigando para não cair para a Série B do Campeonato Brasileiro.
CORITIBA - O Coritiba completou 100 anos em 2009 e foi um desastre. O clube paranaense investiu pesado na contratação de Marcelinho Paraíba. Apesar do bom ano que fez o jogador, o máximo alcançado pelos paranaenses foi a terceira colocação no Regional. No Brasileirão, acabou sendo rebaixamento em um jogo marcado pela pancadaria no apito final, no Couto Pereira. 
CORITIBA - O Coritiba completou 100 anos em 2009 e foi um desastre. O clube paranaense investiu pesado na contratação de Marcelinho Paraíba. Apesar do bom ano que fez o jogador, o máximo alcançado pelos paranaenses foi a terceira colocação no Regional.... CORITIBA - O Coritiba completou 100 anos em 2009 e foi um desastre. O clube paranaense investiu pesado na contratação de Marcelinho Paraíba. Apesar do bom ano que fez o jogador, o máximo alcançado pelos paranaenses foi a terceira colocação no Regional. No Brasileirão, acabou sendo rebaixamento em um jogo marcado pela pancadaria no apito final, no Couto Pereira. 
VITÓRIA - Em 2009, o time baiano tiveram êxitos regionais. Venceram a Copa do Nordeste e o Campeonato Baiano. No Brasileiro ficaram com a 3ª colocação.
VITÓRIA - Em 2009, o time baiano tiveram êxitos regionais. Venceram a Copa do Nordeste e o Campeonato Baiano. No Brasileiro ficaram com a 3ª colocação. VITÓRIA - Em 2009, o time baiano tiveram êxitos regionais. Venceram a Copa do Nordeste e o Campeonato Baiano. No Brasileiro ficaram com a 3ª colocação.
NÁUTICO - O time empolgou no Nordestão, liderando a primeira fase de forma invicta. A eventual derrota na semifinal para o Sport nos Aflitos, abarrotado, mudou o cenário. Além do clima pesado pela polêmica atuação do meia Marcelo Passos, que no segundo semestre seria contratado pelo Leão, houve a mudança de comando. Chegou Muricy Ramalho, encaixando o time. Pupilo de Telê Santana, o treinador iniciaria uma história marcante nos Aflitos. Foram campeões pernambucanos em cima do rival Santa Cruz. O jogo de ida o Timbú venceu por 2 a 1 e no Arruda, ganharam por 2 a 0
NÁUTICO - O time empolgou no Nordestão, liderando a primeira fase de forma invicta. A eventual derrota na semifinal para o Sport nos Aflitos, abarrotado, mudou o cenário. Além do clima pesado pela polêmica atuação do meia Marcelo Passos, que no segundo... NÁUTICO - O time empolgou no Nordestão, liderando a primeira fase de forma invicta. A eventual derrota na semifinal para o Sport nos Aflitos, abarrotado, mudou o cenário. Além do clima pesado pela polêmica atuação do meia Marcelo Passos, que no segundo semestre seria contratado pelo Leão, houve a mudança de comando. Chegou Muricy Ramalho, encaixando o time. Pupilo de Telê Santana, o treinador iniciaria uma história marcante nos Aflitos. Foram campeões pernambucanos em cima do rival Santa Cruz. O jogo de ida o Timbú venceu por 2 a 1 e no Arruda, ganharam por 2 a 0
SPORT - Em 2005, o Sport teve um ano de centenário muito ruim. Os rubro-negros viram o Santa de Carlinhos Bala voar no Estadual, perdendo os dois turnos. Infelizmente, para a torcida, o ano estava longe de acabar. No Brasileiro da Série B, um acesso poderia suprir parte do sonho centenário – afinal, o time figurava na segunda divisão desde 2002. Entretanto, o time lutou para não cair e a permanência na Sèrie B foi um 'presente'
SPORT - Em 2005, o Sport teve um ano de centenário muito ruim. Os rubro-negros viram o Santa de Carlinhos Bala voar no Estadual, perdendo os dois turnos. Infelizmente, para a torcida, o ano estava longe de acabar. No Brasileiro da Série B, um acesso po... SPORT - Em 2005, o Sport teve um ano de centenário muito ruim. Os rubro-negros viram o Santa de Carlinhos Bala voar no Estadual, perdendo os dois turnos. Infelizmente, para a torcida, o ano estava longe de acabar. No Brasileiro da Série B, um acesso poderia suprir parte do sonho centenário – afinal, o time figurava na segunda divisão desde 2002. Entretanto, o time lutou para não cair e a permanência na Sèrie B foi um 'presente'
CEARÁ - O ano do centenário começou muito bem para o Ceará. Logo no primeiro jogo do ano, um título. Contra o Barbalha, campeão da Taça Fares Lopes em 2013, o Vovô conquistou o primeiro troféu de campeão dos campeões cearenses. O tetra estadual, a final da Copa do Nordeste com Castelão lotado e a campanha memorável na Copa do Brasil deram esperanças ao torcedor de que o caminho para a Série A estava sendo bem construído. No entanto, não foi o que ocorreu. O ano terminou amargo. Na reta final da Segundona, o inimaginável. Líder do primeiro turno, o Vovô foi surpreendido pelas derrotas em sequência, saiu do G-4 e perdeu, novamente, a chance de conquistar o acesso
CEARÁ - O ano do centenário começou muito bem para o Ceará. Logo no primeiro jogo do ano, um título. Contra o Barbalha, campeão da Taça Fares Lopes em 2013, o Vovô conquistou o primeiro troféu de campeão dos campeões cearenses. O tetra estadual, a fina... CEARÁ - O ano do centenário começou muito bem para o Ceará. Logo no primeiro jogo do ano, um título. Contra o Barbalha, campeão da Taça Fares Lopes em 2013, o Vovô conquistou o primeiro troféu de campeão dos campeões cearenses. O tetra estadual, a final da Copa do Nordeste com Castelão lotado e a campanha memorável na Copa do Brasil deram esperanças ao torcedor de que o caminho para a Série A estava sendo bem construído. No entanto, não foi o que ocorreu. O ano terminou amargo. Na reta final da Segundona, o inimaginável. Líder do primeiro turno, o Vovô foi surpreendido pelas derrotas em sequência, saiu do G-4 e perdeu, novamente, a chance de conquistar o acesso
FORTALEZA - Em 2018, o Fortaleza teve um centenário marcante. O acesso à Série A do Campeonato Brasileiro e o posterior título da Série B (o primeiro de porte nacional da história do clube) garantiram êxtase para uma nação que viveu uma década sofrida após oito anos de calvário na Série C. Meses depois, a conquista do Campeonato Cearense sobre o maior rival Ceará, de forma inconteste, garantiu também a hegemonia estadual num ano tão importante. Mas o Leão foi além e dominou o Nordeste, vencendo de forma inédita a Copa do Nordeste e garantindo a "tríplice coroa"
FORTALEZA - Em 2018, o Fortaleza teve um centenário marcante. O acesso à Série A do Campeonato Brasileiro e o posterior título da Série B (o primeiro de porte nacional da história do clube) garantiram êxtase para uma nação que viveu uma década sofrida ... FORTALEZA - Em 2018, o Fortaleza teve um centenário marcante. O acesso à Série A do Campeonato Brasileiro e o posterior título da Série B (o primeiro de porte nacional da história do clube) garantiram êxtase para uma nação que viveu uma década sofrida após oito anos de calvário na Série C. Meses depois, a conquista do Campeonato Cearense sobre o maior rival Ceará, de forma inconteste, garantiu também a hegemonia estadual num ano tão importante. Mas o Leão foi além e dominou o Nordeste, vencendo de forma inédita a Copa do Nordeste e garantindo a "tríplice coroa"

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.