Futebol Responsável por voo é condenado pela morte de Emiliano Sala

Responsável por voo é condenado pela morte de Emiliano Sala

Júri do tribunal de Cardiff declarou o réu culpado depois que Henderson admitiu ter organizado o voo que partiu de Nantes

Agência Estado - Esportes
Responsável por organizar voo em que morreu Emiliano Sala foi condenado nesta quinta-feira (28)

Responsável por organizar voo em que morreu Emiliano Sala foi condenado nesta quinta-feira (28)

REUTERS/Stephane Mahe/File Photo

David Henderson, responsável pela organização do voo em que morreu o jogador argentino Emiliano Sala, foi considerado culpado nesta quinta-feira da acusação de "pôr em perigo a segurança do avião", que caiu em 21 de janeiro de 2019 no Canal da Mancha, entre a França e a Grã-Bretanha. O júri do tribunal de Cardiff, no País de Gales, declarou o réu culpado por 10 votos a favor e 2 contrários depois que Henderson admitiu ter organizado o voo que partiu de Nantes, na França, mesmo sem ter as autorizações necessárias.

Sala e o piloto da aeronave, David Ibbotson, morreram no percurso até o País de Gales, onde o jogador se apresentaria ao Cardiff City, clube que disputava a segunda divisão do Campeonato Inglês na época e que tinha acabado de contratá-lo.

A pena de Henderson, que era o encarregado de organizar todas as viagens do avião em que o argentino morreu e que programou o voo até Cardiff apesar de saber de infrações cometidas por Ibbotson, será anunciada em 12 de novembro.

A proprietária da aeronave, Fay Keely, recomendou a Henderson que não deixasse o piloto no comando do aparelho, pois ele não tinha licença para fazer voos comerciais e ela havia sido informada pelas autoridades de várias irregularidades cometidas por Ibbotson.

Os intermediários da contratação de Sala encarregaram Henderson de organizar o voo para Cardiff, mas, como ele não poderia estar em Nantes, contratou Ibbotson para pilotar o avião, apesar da recomendação contrária.

Na audiência desta quinta-feira, que durou sete horas, foi revelado que Henderson, após saber da queda da aeronave, enviou mensagens a várias pessoas pedindo que guardassem segredo, pois temia que seus negócios fossem investigados.

O advogado da acusação, Martin Goudie, argumentou que Henderson foi "negligente" na forma de operar o avião e que havia posto seus interesses financeiros acima da segurança dos passageiros ao contratar pilotos sem qualificação.

O corpo de Sala só foi encontrado dias depois do acidente, junto a destroços do avião, no Canal da Mancha, enquanto que o de Ibbotson nunca foi localizado.

Paulistão: conheça todos campeões do estadual mais antigo do Brasil

Últimas