Futebol Raul Gustavo lamenta casos de racismo: “Temos que nos unir”

Raul Gustavo lamenta casos de racismo: “Temos que nos unir”

Zagueiro do Corinthians também falou sobre rodízio no elenco e as disputas pela titularidade

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Zagueiro Raul Gustavo em entrevista coletiva

Zagueiro Raul Gustavo em entrevista coletiva

Rodrigo Coca / Agência Corinthians

O zagueiro Raul Gustavo foi o escolhido para a entrevista coletiva, na tarde desta sexta-feira (dia 29), pelo Corinthians e um dos assuntos abordados foi a quantidade de casos de racismo no meio de semana, pelas competições da Conmebol. Entre elas, a partida do Timão contra o Boca Juniors (Argentina) pela Libertadores, que terminou com um torcedor argentino preso por injúria racial, na Neo Química Arena.

“Para mim não poderia ser comentado mais, um assunto que fico muito triste. O futebol tem que espalhar alegria, para a torcida que acompanha, para as pessoas apaixonadas. Racismo é muito triste. Temos que nos unir. Igual o Corinthians fez a campanha de futebol sem ódio. Peço para ninguém aceitar isso, muito triste para a gente, machuca a gente, porque sofremos isso todos os dias. Todos os momentos que a gente vem jogando, estamos sofrendo com isso, outros clubes, é uma situação muito delicada. Tem que ter uma punição mais severa contra isso. Não faz parte do futebol. Eu nem vou citar mais, porque temos que tomar providências sobre isso”, declarou o defensor.

Raul Gustavo jogou oito dos 21 jogos do clube de Parque São Jorge nesta temporada, sendo titular nas duas últimas partidas. Sobre poder atuar na terceira partida consecutiva, neste domingo (dia 1), contra o Fortaleza, às 16h, em Itaquera, pelo Brasileirão, ele despistou.

“O Vítor (Pereira, técnico) é muito atencioso nos dias de treinamento, sempre procura ver a melhor formação que ele tem nos jogos que vão vir, ele estuda bastante para isso. Ele vê quem se encaixa melhor no dia de jogo. Todos os jogadores que estão aqui que entrar vão dar o melhor para o Corinthians. Se o objetivo é buscar títulos, não vamos ligar se vamos ficar de fora de alguns jogos. Ele é muito profissional e objetivo sobre isso, ele vai optar por atletas que ele ache mais preparados”, explicou o zagueiro.

Jogador inglês acusado de estupro e ameaças de morte seguirá detido até junho

Últimas