Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

PSG será investigado por transferência de jogadores para clubes do Catar

O clube francês é controlado por uma estatal do país do Oriente Médio; a Uefa vai avaliar o caso e pode punir o time parisiense com base no fair play financeiro

Futebol|

Verratti

em sua despedida do PSG
Verratti em sua despedida do PSG Verratti em sua despedida do PSG

A Uefa vai investigar as vendas feitas pelo Paris Saint-Germain a clubes do Catar na última janela de transferências.

No total, o PSG arrecadou 80 milhões de euros com a saída de Marco Verratti e Abdou Diallo, para o Al-Arabi, e de Julian Draxler, para o Al-Ahli Doha. A informação é do jornal francês L'Équipe.

A proximidade entre o PSG e equipes do Catar chama atenção. O clube parisiense tem como sócio majoritário o Qatar Sports Investments — uma subsidiária do fundo de investimentos do governo do país. Desta forma, a Uefa vai avaliar se as negociações tiveram a influência de partes relacionadas e se os valores foram inflacionados.

Ainda segundo a publicação, caso sejam comprovadas as suspeitas, a entidade pode "congelar" o dinheiro das vendas, de forma que o PSG não possa utilizá-lo. A investigação da Uefa se dá com base nas regras do fair play financeiro.

Publicidade

Por sua vez, o PSG afirma que entende a polêmica, contudo sente que está no seu direito, já que que a Qatar Sports Investments não possui nenhuma ação do Al-Arabi nem do Al-Ahli Doha.

O clube também considera que Verratti (45 milhões de euros), Diallo (15 milhões de euros) e Draxler (20 milhões de euros) foram vendidos a preço de mercado. No caso do italiano, o PSG recusou propostas do Al-Hilal e do Ah-Ahli, da Arabia Saudita, antes de vendê-lo ao clube catari.

Sem Messi, CR7 e Neymar, quem pode brilhar nesta edição da Champions League?

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.