Futebol PSG se impõe e faz 3 x 0 no Olympique de Marselha

PSG se impõe e faz 3 x 0 no Olympique de Marselha

Neymar vinha sendo um dos destaques, antes de se machucar, aos 30 da etapa final, deixando o estádio apreensivo

PSG, Olympique

Neymar deu trabalho à defesa do Olympique

Neymar deu trabalho à defesa do Olympique

Reuters

Com boa atuação de Neymar, Mbappé e Cavani, o PSG se impôs e venceu o rival Olympique de Marselha por, 3 x 0, neste domingo (25), no Parc des Princes, pela 27ª rodada do campeonato francês. 

A equipe parisiense, que se manteve líder com 57 pontos, realizou uma das suas melhores partidas no ano e foi muito superior ao adversário no mais famoso clássico francês da atualidade.

A festa só foi estragada por causa da contusão de Neymar, aos 30 do segundo tempo, que fez o jogador deixar o campo de maca.

A torcida lotou o estádio e até então estava empolgada com a atuação segura da equipe, embalada pelo clima de festa que costuma predominar sempre nos jogos do PSG em casa.

Desde os primeiros minutos, o PSG se impôs com uma marcação sob pressão e saídas em velocidade para o ataque.

Neymar deu trabalho e, mesmo recebendo as costumeiras entradas, sob o olhar complacente do árbitro, manteve a tranquilidade e participou de dois gols.

Num deles, tocou na bola antes de Rolando desviar e fazer o gol contra, o segundo do PSG na partida. No primeiro gol, aos 10 minutos do primeiro tempo, Mbappé aproveitou falha de Amavis para entrar na área e chuar no canto do goleiro.

Na primeira etapa, o Olympique insinuou um ímpeto ofensivo. Tentou, no primeiro minuto, acuar o PSG com uma marcação sob pressão. Mas o time da casa, em pouco tempo, assumiu o controle do jogo, com passes precisos, bom posicionamento de Diarra na proteção da zaga e Lo Celso e Rabiot dando ritmo à saída de bola.

A superioridade do PSG era tanta que obrigou o meia Thauvin a recuar para dar apoio ao lateral-direito Sakai na marcação de Neymar, com certa brutalidade. Aos 8 do segundo tempo, Neymar fez fila pela esquerda, pedalou e cruzou para Cavani, o artilheiro do campeonato, dominar de esquerda, girar e tocar de direita à meia-altura, no canto, fazendo o terceiro do PSG, o seu 24º em 24 jogos.

Após o gol, o PSG passou a tocar a bola, sem obsessão pelo gol e diminuiu o ritmo principalmente após a saída de Neymar. Di Maria ainda perdeu um gol, a dois minutos do fim. Na próxima quarta-feira (28), PSG e Olympique de Marselha se encontram novamente, em disputa pela Copa da França. No próximo sábado (3), o PSG joga fora de casa contra o Troyes, pelo Francês, antes de encarar o Real Madrid, pelas quartas da Champions League, no Parc des Princes, quando precisa vencer por dois gols de diferença.