Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Presidente da Federação Francesa renuncia após acusação de assédio sexual e moral

Uma auditoria feita pelo governo francês considerou Noel Le Graet sem legitimidade para exercer as funções do cargo na FFF

Futebol|Do R7


Noel Le Graet, presidente da Federação Francesa de Futebol (FFF), renunciou ao cargo nesta terça-feira (28), após uma auditoria do governo considerar que ele não tem mais legitimidade para exercer a função, pois responde a acusações de assédio sexual e moral. O caso veio à tona em setembro do ano passado, e o dirigente de 81 anos estava afastado desde janeiro deste ano.

De acordo com um comunicado divulgado pela federação, Le Graet formalizou a renúncia em uma reunião com o comitê executivo da entidade, nesta terça. Com o abandono, o vice-presidente Philippe Dallo exercerá a presidência de forma interina até junho de 2023, quando um nome definitivo deve ser escolhido para ocupar a cadeira.

Noel Le Graet assumiu a presidência da Federação Francesa de Futebol em 2011
Noel Le Graet assumiu a presidência da Federação Francesa de Futebol em 2011

A investigação foi aberta a pedido de Amélia Oudéa-Castéra, ministra dos Esportes da França, após a agente esportiva Sonia Souid dizer ter sido assediada sexualmente por Le Graet. Em entrevistas a veículos da imprensa francesa, Souid afirmou que foi abordada por ele ao longo de quatro anos, entre 2013 e 2017.

Houve também uma reportagem publicada pela revista So Foot que detalhou alguns casos. Ao longo de seis páginas, a publicação apresentou depoimentos de diversas funcionárias da federação falando sobre Le Graet. Algumas já haviam deixado a entidade. A maior parte das denúncias foi anônima. Elas afirmaram que recebiam mensagens de texto inapropriadas do presidente e que viviam em um "ambiente tóxico" dentro da federação.

Publicidade

Durante o processo, foi realizado um relatório com mais de 100 entrevistas e análises de uma série de documentos. A conclusão foi que o comportamento de Le Graet com mulheres era inapropriado e que as políticas internas para reprimir violência de gênero ou sexual não eram efetivas.

Daniel Alves não é o primeiro: relembre jogadores envolvidos em acusações de violência sexual

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.