Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Pato reafirma ideia de não ser reserva no São Paulo após boa atuação e gol

Atacante tricolor recebeu cartão amarelo após comemoração sem camisa no Morumbi

Futebol|Do R7

Pato tirou a camisa e comemorou o gol de forma enérgica
Pato tirou a camisa e comemorou o gol de forma enérgica Pato tirou a camisa e comemorou o gol de forma enérgica

Apesar de dizer há duas semanas que não aceitaria ser reserva do São Paulo em razão da boa fase que vive, Alexandre Pato saiu do banco na noite do último sábado (23), quando a equipe bateu o Joinville por 3 a 0 no Morumbi. Os dois gols marcados no segundo tempo tiveram a assinatura do camisa 11, que marcou uma vez e ainda deu uma assistência para Michel Bastos. Após o fim do jogo, Pato reafirmou a ideia de não ser reserva e prometeu lutar para voltar ao time.

— Também achei que ia ser titular com o Luis porque treinamos juntos no começo e depois ele (Milton Cruz) trocou. Mas quem dá explicações e justificativas é o professor, eu só quero trabalhar. Tenho que lutar quero jogar sempre, como o Luis também. Eu quero lutar para jogar, esse é meu objetivo, estou aqui para trabalhar e o Milton decide — afirmou Pato, após um gol e uma assistência em apenas 45 minutos em campo, e reafirmando sua declaração de duas semanas atrás.

— Eu digo de novo se precisar, que não vou aceitar ficar no banco. Ninguém é feliz no banco, quem disser que é não merece jogar em um clube como o São Paulo. Mas vocês (imprensa) aumentaram e acabou dando outra interpretação. Eu e o Luis somos amigos — explicou.

Na comemoração de seu gol, marcado aos 40 minutos do segundo tempo, Pato tirou a camisa e vibrou com vigor à frente da torcida, que compareceu em bom número ao Morumbi. Na sequência, o atacante levou um cartão amarelo e preferiu nem reclamar.

Publicidade

— Foi por causa da minha vontade de fazer o gol. Eu estava meio engasgado, porque teve dois lances em que o árbitro marcou, mas eu não tenho certeza se estava impedido. O amarelo foi por essa vontade muito grande de fazer o gol, então não tem o que reclamar — justificou.

Trocado no intervalo, Luis Fabiano desabafa sobre torcida e contrato

Acompanhe a página de Esportes do R7

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.