Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Palmeiras leva susto, mas vence a Juazeirense de virada e com golaço

Em sua estreia na Copa do Brasil, Verdão saiu perdendo, empatou com Breno Lopes e virou com belo chute de Gustavo Scarpa

Futebol|Do Live Futebol BR


Breno Lopes comemora com Zé Rafael seu gol na partida, o de empate do Palmeiras
Breno Lopes comemora com Zé Rafael seu gol na partida, o de empate do Palmeiras

Em sua estreia na Copa do Brasil, o Palmeiras recebeu a Juazeirense no jogo de ida da 3ª fase e, depois de levar um susto na primeira etapa, superou o time baiano por 2 a 1, de virada, na noite deste sábado (30), na Arena Barueri.

Nildo Petrolina abriu o placar para a Juazeirense, mas a vitória palmeirense se deu com os gols de Breno Lopes, empatando ainda no 1º tempo, e Gustavo Scarpa, já na etapa final. O time baiano terá que reverter a desvantagem no duelo de volta, marcado para às 19h do dia 11 de maio, no Estádio do Café, em Londrina (PR). Na Copa do Brasil, o gol fora de casa não é critério de desempate e, em caso de igualdade no placar agregado, o classificado sairá nos pênaltis.

O Verdão agora se prepara para jogar o returno da Libertadores 2022. O primeiro compromisso é contra o Independiente Petrolero (Bolívia), na próxima terça-feira (3), às 21h30, em Sucre. Enquanto a Juazeirense terá seu terceiro compromisso pela Série D do Campeonato Brasileiro, contra o Santa Cruz.

Leia também

O jogo

Publicidade

A surpresa foi o que deu a letra logo no início da primeira etapa. Aos 5 minutos, em escanteio mal cobrado do Palmeiras, o time baiano aproveitou bem o contra-ataque, Nildo Petrolina aproveitou o rebote de Marcelo Lomba e fez 1 a 0 para a Juazeirense.

No entanto, aos 12', o centroavante Navarro roubou a bola no campo de ataque, arrancou sozinho e rolou para Breno Lopes empatar na Arena Barueri.

Publicidade

Depois da igualdade, o Verdão teve o controle do jogo, mas não conseguiu pressionar equipe da Juazeirense, para irritação do inquieto técnico Abel Ferreira à beira do campo.

Aos 43', Dudu limpou uma jogada pelo lado esquerdo e cruzou para a pequena área. Rafael Navarro recebeu o passe nas costas e, mesmo assim, com a perna esquerda, conseguiu chutar para boa defesa do goleiro Rodrigo Calaça no último lance de perigo na etapa inicial.

Segundo tempo

O Palmeiras manteve o controle e a posse de bola nos primeiros 10 minutos, quando a Juazeirense já tentava ganhar tempo, solicitando paradas médicas, principalmente do goleiro Rodrigo Calaça.

Gómez, do Palmeiras, em disputa com Eduardo, da Juazeirense
Gómez, do Palmeiras, em disputa com Eduardo, da Juazeirense

A virada quase veio aos 13'. A jogada começou com Breno Lopes, que cruzou para Dudu na grande área. O camisa 7 rolou para trás e encontrou Raphael Veiga, que finalizou de esquerda, já sem o goleiro embaixo das traves. No entanto, quatro defensores fechavam a meta e o zagueiro Wendell tirou em cima da linha.

Aos 25', enfim, saiu o gol da virada palmeirense. Em jogada individual, do lado de fora da ponta da grande área, o meia Gustavo Scarpa driblou dois jogadores e bateu de esquerda, no ângulo, sem chances para o goleiro. Um golaço!

Dois minutos depois, o meia Glébson assustou em falta da intermediária que Marcelo Lomba, substituto de Weverton na partida, defendeu firme.

O Palmeiras seguiu dominando nos minutos finais. Ainda tentou buscar o terceiro gol e ampliar a vantagem para a volta, mas a Juazeirense se fechou bem e o placar ficou mesmo no 2 a 1.

FICHA TÉCNICA

Palmeiras 2 x 1 Juazeirense

Local: Arena Barueri, Barueri (SP)

Data e hora: sábado (30/4), às 21h

Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique (CE)

Auxiliares: Renan Aguiar da Costa e Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE)

Quarto árbitro: Ilbert Estevam da Silva (SP)

Gols: Breno Lopes aos 12' 1º/T e Gustavo Scarpa 25' 2º/T (Palmeiras); Nildo Petrolina aos 5' 1º/T (Juazeirense)

PALMEIRAS: Marcelo Lomba; Marcos Rocha (Mayke), Murilo e Gustavo Gómez; Jorge (Piquerez), Atuesta (Gabriel Veron), Zé Rafael Breno Lopes (Gustavo Scarpa) e Raphael Veiga; Navarro (Rony) e Dudu. Técnico: Abel Ferreira.

JUAZEIRENSE: Rodrigo Calaça; Dadinha, Eduardo, Wendell e Daniel Nazaré; Waguinho, Patrik (Thalison), Glébson (Emílio) e Nildo Petrolina (Érico Júnior); Ian Augusto e Deysinho (Anicete) (Thauan). Técnico: Barbosinha.

Veja quem são os 7 atletas que mais atuaram com Vítor Pereira no Corinthians

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.