Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Palmeiras chega ao Brasil só no final da tarde; avião de Leila continua em manutenção

Elenco alviverde precisou se deslocar de Pereira até Cali de ônibus, para então fretar um novo voo com destino a São Paulo

Futebol|Do R7


Avião de Leila Pereira completou apenas um voo internacional
Avião de Leila Pereira completou apenas um voo internacional

Após não ter conseguido deixar a Colômbia na madrugada desta quinta-feira (24), em razão de um problema técnico no avião da presidente Leila Pereira, a delegação do Palmeiras tem previsão de chegada ao Brasil para o fim da tarde desta sexta (25). Os jogadores e demais funcionários palmeirenses embarcam em um voo fretado, em Cali, por volta das 11 horas (de Brasília). A aeronave de Leila, por sua vez, continua na Colômbia para manutenção.

O Palmeiras venceu o Deportivo Pereira por 4 a 0, na quarta-feira (23), pela rodada de ida das quartas de final da Libertadores, na cidade colombiana de Pereira. Na hora de voltar para São Paulo, o sistema de segurança do avião modelo E190-E2, comprado neste ano por Leila para facilitar e baratear a logística do clube, detectou um problema técnico, o que impediu o retorno.

· Compartilhe esta notícia no WhatsApp

· Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

Diante do imprevisto, os palmeirenses tiveram que percorrer de ônibus uma distância de mais de 200 quilômetros para ir de Pereira a Cali, onde a diretoria conseguiu um voo fretado com destino à capital paulista. A situação comprometeu a preparação do técnico Abel Ferreira para o duelo com o Vasco, marcado para as 18h30 de domingo e válido pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. Como a reapresentação foi adiada e restou apenas um dia para treinar, o técnico português pode poupar jogadores diante dos vascaínos.

A viagem para enfrentar o Deportivo Pereira foi a primeira internacional da aeronave com o Palmeiras. Comprado em Portugal, o avião realizou voos até mais longos para chegar ao Brasil sem problemas e também já tinha sido usado em outras ocasiões na Europa. Antes do jogo da Libertadores, a delegação do time paulista já havia voado para o Rio, onde enfrentou o Fluminense.

Publicidade

O avião pertence à Placar Linhas Aéreas, empresa de Leila no ramo da aviação, e a ideia é deixá-lo à disposição de outros clubes para fretamento. A iniciativa visa gerar uma economia para o clube, que, segundo apuração da reportagem, gasta em torno de R$ 1,5 milhão por mês com viagens do elenco.

Conheça o avião de R$ 280 milhões que Leila Pereira comprou para o Palmeiras

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.