Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

'O Al-Hilal é um clube gigante', justifica Neymar sobre escolha por futebol árabe

Camisa 10 falou também que conquistou muitas coisas na Europa e sempre quis ser um jogador de 'classe mundial'

Futebol|Do R7


Neymar vai ficar dois anos no Al-Hilal
Neymar vai ficar dois anos no Al-Hilal

Nesta terça-feira (15), Neymar oficializou a ida à Arábia Saudita. Após assinar o contrato de transferência, aproveitou para elogiar a liga saudita e a nova camisa, que vai vestir até 2025.

"O Al-Hilal é um clube gigante com torcedores fantásticos e é o melhor da Ásia. Isso me dá a sensação de que é a decisão certa para mim, na hora certa, com o clube certo, adoro vencer e marcar gols, e pretendo continuar fazendo isso na Arábia Saudita e com o Al-Hilal", disse. 

O jogador afirma que quer "escrever uma nova história, e a Saudi Pro League tem uma energia tremenda e jogadores de qualidade e está em grande crescimento no momento, então acredito que é o lugar desejado".

O camisa 10 diz que, agora, completa um extensa lista de jogadores brasileiros que estiveram na Arábia ao longos dos anos. 

Publicidade
Adoro vencer e marcar gols e pretendo continuar fazendo isso na Arábia Saudita e no Al-Hilal

(Neymar Jr)

"Conquistei muito na Europa e desfrutei de momentos especiais, mas sempre quis ser um jogador de classe mundial e me testar com novos desafios e oportunidades em novos lugares", completou, segundo a imprensa árabe. 

Compartilhe esta notícia no Whatsapp

Publicidade

Compartilhe esta notícia no Telegram

O Presidente do Conselho de Administração do Al-Hilal, Fahad Bin Saad Bin Nafel também elogiou a chegada do atleta à liga. "Ele é um ícone global que trouxe alegria e prazer aos fãs, que sempre o destacam em todas as partidas e eventos em que participa. Estamos muito satisfeitos por ele se juntar ao Al-Hilal, o líder do maior continente".

Nafel acredita que ele é uma "força de ataque imparável", que conquistou diversos títulos em sua carreira "maravilhosa". 

Acordo bilionário não foi o bastante para o Al-Hilal convencer Neymar; veja os 'diferenciais'

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.