Futebol Nos pênaltis, Fluminense é eliminado na Libertadores

Nos pênaltis, Fluminense é eliminado na Libertadores

Tricolor desperdiçou chance de avançar à fase de grupos; Conmebol realizará sorteio que define as chaves no próximo dia 25

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Recalde, atacante do Olimpia, comemorando o primeiro gol da partida

Recalde, atacante do Olimpia, comemorando o primeiro gol da partida

Club Olimpia

O Fluminense está eliminado da Libertadores. Na noite desta quarta-feira (16), jogando no Defensores del Chaco, em Assunção, o Tricolor das Laranjeiras levou o segundo gol do Olimpia aos 43 da etapa final e perdeu nos pênaltis.

No tempo normal, o placar de 2 a 0 igualou o agregado (3 a 3) e jogou por terra a vantagem que o Flu havia conquistado no Rio, quando venceu por 3 a 1.

Nas penalidades, Willian Bigode e Felipe Melo erraram as duas primeiras e viram o Olimpia não desperdiçar para fechar a classificação com 4 a 1 nas cobranças.

Na sexta-feira da próxima semana, no dia 25 de março, às 12h (de Brasília), a Conmebol vai realizar o sorteio da fase de grupos da Libertadores, que contará com oito brasileiros. O América-MG se classificou na pré-Libertadores e se junta a Flamengo, Atlético-MG, Palmeiras, RB Bragantino, Athletico-PR, Corinthians e Fortaleza como representantes do país na disputa sul-americana.

O jogo
Início de jogo equilibrado, com marcação forte por parte das duas equipes. Na primeira chegada ao ataque, gol anulado do Fluminense. Em lance de cruzamento na área, a bola sobrou para David Braz, que dominou no peito e finalizou. O juiz anulou após marcar que o domínio do zagueiro foi com a mão. Nas fases iniciais da Libertadores, não há VAR (árbitro de vídeo).

Aos 18’, a primeira grande defesa de Fábio na partida. Derlis González tentou tocar para dentro da área, a bola bateu em Martinelli, mudou de direção e encontrou Gamarra, livre, para chutar forte.

O Fluminense não fez um bom primeiro tempo. Com o placar em vantagem, o time jogou recuado e sentiu dificuldades em sair jogando. O goleiro tricolor fez mais uma boa defesa, em um chute forte de Salcedo.

Depois de tanto pressionar, o Olimpia chegou ao gol. Em jogada de falta, Alejandro Silva cabeceou para o meio da área e encontrou Recalde, sozinho, que também cabeceou para marcar o gol.

Após o gol anulado, o Tricolor só voltou ao ataque aos 41 minutos. Em contra-ataque puxado por Jhon Arias, o colombiano encontrou Germán Cano na entrada da área, que dominou e finalizou forte, mas o goleiro espalmou para a lateral.

Atacante Germán Cano, do Flu, finaliza contra a defesa paraguaia no Defensores del Chaco

Atacante Germán Cano, do Flu, finaliza contra a defesa paraguaia no Defensores del Chaco

Fluminense FC (17.03.2022)

O segundo tempo iniciou calmo, igual ao primeiro, com pouca pressão do Fluzão e posse de bola do Olimpia. Aos 20’, Gabriel Teixeira desperdiçou a maior chance do jogo. Willian Bigode roubou a bola no meio campo e deixou o atacante sozinho cara a cara com o goleiro, mas finalizou em cima de Oliveira.

O Fluminense parecia estar bem no jogo, mas aos 34’, Nino errou passe, deu nos pés de Paiva e teve que fazer a falta na entrada da área tricolor. O jogador foi expulso.

Com a expulsão, a pressão dos paraguaios, que já era grande durante toda a partida, ficou maior. González cruzou para área, Fábio fez bela defesa em cabeceio do jogador do Olimpia, e em chute cruzado, Paiva empurrou para o gol, garantindo a disputa por pênaltis.

Nas penalidades, Willian Bigode e Felipe desperdiçaram, enquanto André acertou. A disputa terminou 4 a 1 para o Olimpia e o clube paraguaio avançou para a fase de grupos da Libertadores.

Próximo jogo
Agora, o Tricolor das Laranjeiras muda o foco para o Campeonato Carioca. Classificado em primeiro lugar com 28 pontos, o Fluminense vai enfrentar o Botafogo, na próxima segunda-feira (21), às 20h, pela primeira partida da semifinal. O primeiro confronto, com mando do Alvinegro, será no Estádio Nilton Santos.

FICHA TÉCNICA
Olimpia (PAR) (4) 2 x 0 (1) Fluminense
Local: Estádio Defensores del Chaco, em Assunção (PAR)
Data e hora: quarta-feira (16/03), às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Roberto Tobar (Chile)

Gols (tempo normal): Recalde, aos 35’/1ºT e Paiva, aos 43’/2ºT (Olimpia)

Pênaltis: 4 x 1
OLIMPIA: Quintana (O) / Camacho (O) / Ortiz (O) / Derlis González (O)
FLUMINENSE: Willian (X) / Felipe Melo (X) / André (O)

Cartão vermelho: Nino, aos 34'/2ºT (Fluminense)

OLIMPIA: Gaston Olveira; Otálvaro, Saúl Salcedo, Antolin Alcaraz, Mateo Gamarra (Walter González); Alejandro Silva (Guillermo Paiva), Richard Ortiz, Marcos Gomez (Zárate), Fernando Cardozo (Quintana); Derlis Gonzalez e Recalde (Camacho). Técnico: Júlio Cáceres

FLUMINENSE: Fábio; Nino, Felipe Melo, David Braz; Calegari, André, Martinelli, Cris Silva; Luiz Henrique (Willian Bigode), Jhon Arias (Gabriel Teixeira/Luccas Claro) e Germán Cano  (Pineida). Técnico: Abel Braga

Juve perde em casa e está fora da Champions; atual campeão, Chelsea vira e segue às quartas

Últimas