Futebol Neymar tem a pior temporada da carreira desde que chegou à Europa

Neymar tem a pior temporada da carreira desde que chegou à Europa

Craque da seleção brasileira e do PSG foi ofuscado por Mbappé e não apresentou o mesmo desempenho de anos anteriores

  • Futebol | Do R7

Aos 30 anos, Neymar parece cada vez mais distante daquele menino ousado e alegre que esbanjou futebol no Santos e Barcelona. Na temporada que se encerrou neste fim de semana, o camisa 10 do PSG e da seleção brasileira terminou com o pior desempenho da carreira atuando em solo europeu.

Na somatória de gols e assistências, Neymar teve 21 participações efetivas: 13 bolas na rede e oito passes que serviram seus companheiros de PSG. Muito pouco se considerarmos outros anos do brasileiro jogando na Europa. Em 2015/16, sua melhor temporada nesse quesito, Neymar fez 31 gols e deu 22 assistências no total, quando ainda era jogador do Barcelona. 

Veja os números de Neymar a cada temporada na Europa

2013/14: 41 jogos / 15 gols / 12 assistências.
2014/15: 51 J / 39 G / 6 A.
2015/16: 49 J / 31 G / 22 A.
2016/17: 45 J / 20 G / 21 A.
2017/18: 30 J / 28 G / 17 A.
2018/19: 28 J / 23 G / 10 A.
2019/20: 27 J / 19 G / 11 A.
2020/21: 31 J / 17 G / 8 A.
2021/22: 28 J / 13 G / 8 A.

Entre os motivos que explicam tamanha decadência, o aumento das lesões do brasileiro preocupa. Desde que chegou ao PSG, Neymar nunca completou uma temporada sequer sem se lesionar. Em 2021/22, o atacante foi desfalque no Paris entre novembro de 2021 e metade de fevereiro de 2022. 

Por conta disso, Neymar fez apenas 28 jogos na temporada, 27 deles como titular e uma saindo do banco de reservas. Com os 13 gols feitos, o brasileiro teve uma média de menos de meio tento por partida (0,46). 

Neymar vive a pior temporada da carreira jogando na Europa

Neymar vive a pior temporada da carreira jogando na Europa

REUTERS/Gonzalo Fuentes

Na sombra de Mbappé e Messi

Quando Neymar foi contratado pelo PSG por 222 milhões de euros, em 2017, tornando-se assim o jogador mais caro de todos os tempos, a expectativa era que o brasileiro comandasse o projeto do clube parisiense de se colocar entre os grandes protagonistas do futebol europeu. 

Passados cinco anos, Neymar agora é um coadjuvante de Mbappé, e os números da temporada 2021/22 mostram isso. A joia francesa balançou as redes em 39 oportunidades e anotou 21 assistências, somando 60 participações diretas em gols — número três vezes maior que o do brasileiro.

Em relação a Messi, a diferença não é lá tão grande, mas o argentino também viveu sua pior temporada da carreira e ainda assim foi melhor que a de Neymar. O camisa 30 fez 11 gols e deu 14 passes para gol. 

Apesar dos números decepcionantes de Neymar, o PSG se sagrou mais uma vez campeão francês, terminando a competição com 86 pontos conquistados, 15 à frente do vice Olympique de Marseille. Foram 26 vitórias, oito empates e apenas quatro derrotas. 

Em lágrimas, jogador dedica título do City a compatriotas ucranianos

Últimas