Neymar marca, PSG faz 2 a 0 no Dortmund e segue na Champions

Em jogo sem torcida, para evitar a proliferação do coronavírus, craque brasileiro faz belo gol de cabeça e abre placar para classificação dos franceses

Neymar comemora gol que abriu caminho para classificação do PSG

Neymar comemora gol que abriu caminho para classificação do PSG

Reuters

Segue firme o sonho do Paris Saint-Germain em ser campeão da Europa! Nesta quarta-feira (11), a equipe venceu o Borussia Dortmund por 2 a 0, reverteu a desvantagem do jogo de ida (derrota por 2 a 1) e se garantiu nas quartas de final da Champions League.

Um dos grandes responsáveis pela vitória do PSG foi o brasileiro Neymar, autor do primeiro gol no duelo de hoje e que mantém as chances de vencer a principal competição de clubes do mundo pelo clube francês . Juan Bernat completou o marcador.

O time se junta agora ao RB Leipzig e à Atalanta, classificados às quartas de final nesta terça-feira (10) e também ao Atlético de Madri, que tirou o atual campeão Liverpool nesta quarta. Os outros quatro times que disputarão a próxima fase serão conhecidos na semana que vem.

O jogo
Sabendo da necessidade da vitória, já que foi derrotado por 2 a 1 na partida de ida, o técnico Thomas Tuchel escalou o PSG com uma escalação bastante ofensiva, mesmo sem poder contar com Mbappé, ainda se recuperando de uma doença e que foi preservado no banco de reservas.

Nada que atrapalhasse o time da casa, que tomou conta do campo de ataque desde os primeiros minutos. A primeira grande chance foi aos 24. Cavani recebeu lançamento, colocou na frente e bateu cruzado. O goleiro Burk, com o pé, evitou o gol, mandando a bola para escanteio.

Pouco tempo depois, não teve jeito. Aos 27, Di María bateu escanteio da direita e Neymar, totalmente sem marcação, deu um peixinho para colocar o PSG em vantagem no jogo e também no confronto.

O gol deu mais tranquilidade para o time francês, que passou a demonstrar menos nervosismo em suas jogadas. Já aos 45, quando parecia que o duelo iria para o intervalo em 1 a 0, Bernat roubo ua bola e puxou contra-ataque. O defensor foi até a área e mandou para o gol após cruzamento preciso de Sarabia.

Sabendo da necessidade de anotar pelo menos um gol para levar a partida apra a prorrogação, o Dortmund adotou uma postura mais ofensiva na segunda etapa. Nada, porém, que assustasse a sólida linha defensiva do PSG nos primeiros minutos.

Se seus defensores davam conta do recado, Tuchel decidiu dar mais velocidade ao seu time para os contra-ataques. Para isso, colocou em campo Kylian Mbappé, que sofreu com uma doença nos últimos dias e foi preservado para o segundo tempo.

Lucien Favre também mexeu em seu time, apostando em Julian Brandt. E o talentoso meia quase marcou em seu primeiro toque na bola, arriscando chute de longe. A bola passou perto do gol de Navas.

Já na reta final, os ânimos dos 22 jogadores em campo estavam tão exaltados que houve um início de confusão no gramado. Foi quando o árbitro decidiu expulsar Emre Can, do Borussia Dortmund e mostrar o cartão amarelo para Neymar e Di María (no banco de reservas), do PSG.

Nada que mudasse o cenário. Paris Saint-Germain classificado às quartas de final!

PSG, Dortmund, Atlético e Liverpool: as melhores fotos da Champions