Libertadores

Futebol Na luta por títulos, Cuca vira página no Galo após eliminação: 'É da vida'

Na luta por títulos, Cuca vira página no Galo após eliminação: 'É da vida'

Após queda para o Palmeiras na Libertadores, técnico muda foco para o Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil

Agência Estado - Esportes

Pedro Souza / Atlético

O empate por 1 a 1 com o Palmeiras, na terça-feira, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, custou a eliminação do Atlético-MG nas semifinais da Copa Libertadores. Mas o técnico Cuca quer que esta página seja rapidamente virada pelo elenco alvinegro por conta da disputa de outras duas competições nas quais o time está bem: Campeonato Brasileiro (é o líder com oito pontos de vantagem) e Copa do Brasil (está nas semifinais contra o Fortaleza).

Cuca enfatizou a importância de focar nos próximos compromissos e seguir forte na temporada. "Luto de um dia, no máximo. Saber perder faz parte do jogo. Vamos fortalecer ainda mais, já foi conversado lá dentro (vestiário). Para você ganhar lá na frente, você tem que ter o luto de um dia, no máximo. Depois de amanhã (quarta-feira), temos que estar com a guarda alta dentro das outras competições que a gente está", garantiu.

O treinador também projetou lições da dura queda no principal torneio continental. "A gente tem que entender que isso é da vida. E, às vezes, para a gente ganhar, tem que perder. Quem sabe a gente tira lições num futuro, dentro das duas outras competições que nós estamos. Nós podemos levar uma ou duas", projetou.

Cuca revelou que o zagueiro Nathan Silva estava bastante abatido no vestiário. O defensor esteve envolvido diretamente no gol que tirou o Atlético-MG da competição. O atleticano caiu em disputa com Gabriel Veron e viu o atacante encontrar Dudu, livre, para balançar as redes.

"Já conversamos na oração. Ninguém precisa de críticas. A gente quando erra, erra todo mundo. Quando acerta, acerta todo mundo. O próprio Nathan estava muito triste no vestiário. Foi um erro que acontece para um zagueiro, ele tenta achar o corpo do atacante e não consegue", disse o treinador, relembrando outras falha da equipe na semifinal.

"Ele (Nathan Silva) não pode se abater porque tivemos um erro. Não foi ele quem errou, fomos nós. Como nós perdemos o pênalti. Não foi o Hulk que errou, fomos nós, é um grupo, é uma família que a gente está criando. Na hora de uma dor dessa vamos dividir um pouquinho cada um. Só assim as coisas vão seguir firmes no nosso caminho", completou.

O Atlético-MG foca as suas atenções nas disputas do Brasileirão e da Copa do Brasil. Já neste sábado, às 21 horas, receberá o Internacional, no Mineirão, em partida válida pela 22.ª rodada do Nacional.

Palmeiras empata em 1 a 1 em BH e se garante na final da Libertadores

Últimas