Campeonato Brasileiro

Futebol Na estreia de Luís Castro, Botafogo se recupera e vence o Ceará: 3 a 1

Na estreia de Luís Castro, Botafogo se recupera e vence o Ceará: 3 a 1

Glorioso deixa para trás a derrota em casa para o Corinthians e busca os três pontos fora de casa com gols de Victor Sá e Erison

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Erison comemora o segundo gol do Botafogo e seu primeiro contra o Ceará

Erison comemora o segundo gol do Botafogo e seu primeiro contra o Ceará

Vítor Silva/ BFR (17.04.2022)

No duelo de alvinegros, melhor para o carioca. Jogando na Arena Castelão, em Fortaleza, o Botafogo venceu o Ceará por 3 a 1 na noite deste domingo (17), pela segunda rodada do Brasileirão, e garantiu os primeiros pontos no campeonato.

Victor Sá fez o primeiro para o time visitante, Lima empatou ainda no 1º tempo, mas Erison fez dois na etapa final e garantiu a vitória para o Glorioso, que havia estreado com derrota em casa para o Corinthians.

O time da estrela solitária iguala em pontos o próprio Ceará, que venceu o Palmeiras, no Allianz Parque, em São Paulo, por 3 a 2 na estreia do torneio nacional.

O duelo em Fortaleza também marcou a estreia do técnico português Luís Castro no Botafogo, uma vez que não tinha liberação do visto de trabalho para comandar o time à beira do campo na primeira rodada.

Próximos jogos
O próximo compromisso do Botafogo será pela Copa do Brasil. Pela terceira fase, o time de Luís Castro joga na quarta-feira (20), contra o Ceilândia, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

No mesmo dia e pela mesma competição, o time cearense comandado por Dorival Junior mede forças contra o Tombense no Estádio Soares de Azevedo, em Muriaé (MG).

O jogo
O duelo de alvinegros começou em ritmo muito forte. Logo aos 2 minutos, o Ceará marcou com Lima, de cabeça, mas jogada já estava paralisada. A arbitragem assinalou que a bola saiu pela lateral na origem do lance.

Não demorou e saiu o primeiro gol, só que foi do Botafogo. Em linda jogada trabalhada, Victor Sá fez, aos 16’, o primeiro com a camisa do Glorioso.

A jogada teve início no passe do goleiro Diego Loureiro para o próprio atacante, que ajeitou para Patrick de Paula fazer o lançamento. Erison acreditou na jogada, deu um chapéu no marcador, ergue a cabeça e encontrou Victor Sá dentro da área, que bateu cruzado e fez: 1 a 0 Botafogo.

A partida seguiu em ritmo forte, com o Ceará agora tentando o gol de empate, mas parando em boas defesas de Diego Loureiro.

A insistência deu certo e, aos 41’, Lima aproveitou sobra na dividida após cruzamento de Nino Paraíba, chutou firme de primeira e deixou tudo igual na Arena Castelão.

Segundo tempo
A etapa final começou com a mesma intensidade. Os dois times criavam chances, mas, como nos primeiros 45 minutos, foi o Botafogo que marcou.

Aos 14’, Daniel Borges cobrou falta para a área cearense e Erison, sem marcação, testou no segundo pau sem chances para o goleiro: 2 a 1 Botafogo. O lance ainda foi revisado pelo VAR (árbitro de vídeo), mas a posição do atacante foi considerada legal.

Com o segundo gol do adversário, o Ceará acelerou o jogo. Por isso mesmo, Luís Castro resolveu mexer no meio-campo e deu gás novo ao Botafogo com as entradas de Barreto e Kayque.

Explorando os contra-ataques, o time carioca fez mais um. Aos 33', Luiz Otávio derrubou Romildo na área. Pênalti que Erison cobrou no cantinho esquerdo de João Ricardo, que acertou o canto, mas não conseguiu evitar o terceiro gol do Botafogo - o segundo de 'El Toro' no jogo.

Logo após o terceiro gol, Erison deixou o campo para a entrada de Lucas Piazon. Dorival Junior também mexeu algumas peças, mas nada que alterasse o rumo do jogo e resultado final. Só deu tempo de Lima, autor do gol cearense, ser expulso após empurrar Kayque já nos acréscimos.

FICHA TÉCNICA
Ceará 1 x 3 Botafogo
Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Data e hora: domingo (17/04), às 19h (de Brasília)
Árbitro: Raphael Calus (RS/Fifa)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (RS/Fifa) e Neuza Ines Back (RS/Fifa)
VAR: Rodrigo D’Alonso Ferreira (SC)
Cartões amarelos: Bruno Pacheco (Ceará); Chay, Diego Loureiro, Kayque e Saravia (Botafogo)
Cartão vermelho: Lima, aos 48’/2ºT (Ceará)

Gols: Victor Sá aos 16’/1ºT e Erison aos 14’/2ºT e aos 34'/2ºT de pênalti (Botafogo); Lima aos 41’/1ºT (Ceará)

CEARÁ: João Ricardo; Nino Paraíba, Messias, Luiz Otávio e Bruno Pacheco (Kelvyn, aos 37'/2ºT); Richard (Léo Rafael, aos 37'/2ºT), Rodrigo Lindoso (Erick, aos 23’/2ºT), Richardson (Geovane, aos 24’/1ºT) e Lima; Mendoza e Zé Roberto (Cléber, aos 22’/2ºT). Técnico: Dorival Junior.

BOTAFOGO: Diego Loureiro; Saravia, Kanu, Philipe Sampaio e Daniel Borges; Patrick de Paula (Kayque, aos 30'/2ºT), Luís Oyama (Barreto, aos 30'/2ºT) e Chay (Romildo, aos 12’/2ºT); Diego Gonçalves (Vinícius Lopes, aos 13’/2ºT), Victor Sá e Erison (Lucas Piazon, aos 40'/2ºT). Técnico: Luís Castro.

Neymar decide para o PSG, e Real vence com virada heroica; os destaques do futebol europeu

Últimas