Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Mãe de Rubiales faz greve de fome e se tranca em igreja na Espanha

Angeles Bejar faz protesto contra uma suposta campanha para prejudicar o filho, acusado de assédio por beijo forçado em atleta

Futebol|Do R7

Ángeles Béjar, mãe de Luis Rubiales, faz greve de fome em igreja
Ángeles Béjar, mãe de Luis Rubiales, faz greve de fome em igreja Ángeles Béjar, mãe de Luis Rubiales, faz greve de fome em igreja

A polêmica que envolve Luis Rubiales, o presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), ganhou capítulo e personagem novos nesta segunda-feira (28). Em defesa do filho, a mãe do dirigente entrou em greve de fome e decidiu se trancar em uma igreja na cidade de Motril, na região da Andaluzia.

· Compartilhe esta notícia no WhatsApp

· Compartilhe esta notícia no Telegram

A greve foi confirmada pela prima de Rubiales, Vanessa Ruiz Béjar. "Sua mãe, que é uma pessoa muito religiosa, se refugiou em Deus, começou uma greve de fome e não quer sair da igreja", declarou Vanessa, em entrevista a diversos canais de comunicação da Espanha, nesta segunda.

Publicidade

Ángeles Béjar, mãe de Rubiales, se trancou na Igreja da Divina Pastora, em Motril, em protesto contra uma suposta campanha para prejudicar o seu filho. Rubiales se tornou alvo de críticas nos últimos dias por ter dado um beijo na boca da jogadora Jenni Hermoso na entrega de medalhas na final da Copa do Mundo Feminina, no dia 20. Jenni afirmou, após a cerimônia de premiação, que o beijo não foi consentido.

"Queremos que Jenni diga a verdade, porque ela mudou sua declaração três vezes. Tivemos que sair de casa. Estão nos assediando, isso não é justo. Queremos que nos deixem em paz e que a justiça seja feita", disse a prima de Rubiales. O dirigente não se manifestou sobre a greve de fome de sua mãe.

Publicidade

Em silêncio desde o início da polêmica, ele foi suspenso por 90 dias pelo comitê disciplinar da Fifa, no sábado (26). A decisão aumentou a pressão para que Rubiales renuncie ao seu cargo na RFEF.

Desde o episódio polêmico, membros da comissão técnica de Jorge Vilda, treinador da seleção feminina, assim como representantes das categorias de base da seleção da Espanha, pediram demissão do cargo, em apoio a Jenni Hermoso. As jogadoras da seleção também criticaram publicamente Rubiales e ameaçam boicote ao time nacional.

Além de beijar campeã da Copa, dirigente teria roubado dinheiro para festa; conheça Luis Rubiales

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.