Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Boca Juniors avança nos pênaltis e pega o Palmeiras na semifinal da Libertadores

Após 180 minutos no 0 a 0, Xeneizes levam a melhor nas penalidades máximas; Romero brilha ao defender duas cobranças

Futebol|Do R7


Nesta quarta-feira (30), o Boca Juniors venceu o Racing, nos pênaltis, por 4 a 1. As equipes se enfrentaram pelo jogo da volta das quartas de final da Copa Libertadores da América. Com a 0 a 0 no agregado, os Xeneizes avançam.

O adversário será o Palmeiras, que levou a melhor sobre o Deportivo Pereira (COL), e venceu por 4 a 0, no placar agregado.

Romero brilha nos pênaltis e Boca avança na competição
Romero brilha nos pênaltis e Boca avança na competição

As partidas da semifinal ainda não têm datas e horários confirmados. A Conmebol deve anunciar em breve.

O jogo

Após o jogo começar atrasado por conta dos papéis jogados pela torcida, os times entraram para o tudo ou nada. Logo na primeira chegada, Maxi Romero aproveitou passe de Ojeda e, livre, dominou e bateu cruzado, de canhota. A bola explodiu na trave.

Publicidade

Após a chegada de perigo, o jogo ficou bastante truncado. Aos 16, após cruzamento de Advínca, Merentiel tentou de letra, mas sem grandes perigos. A grande chance foi aos 21, para o Racing. Em boa troca de passes, Aníbal Moreno chegou na pequena área, mas perdeu o ângulo após o goleiro Romero fechar bem.

A partida voltou a ser bastante equilibrada. Aos 35, o Boca apareceu com Fernández, que bateu de perna direita e isolou. Três minutos depois, o Racing respondeu. Ojeda deu passe para trás, e Quintero bateu quase da marca do pênalti. A bola passou muito perto. Os donos da casa voltaram a ficar mais fechados, enquanto o Boca Juniors apenas trocou passes no ataque. Sem outras chances, o duelo ficou no zero.

Publicidade

Etapa final

Após o intervalo, as duas equipes seguiram o mesmo panorama: o jogo foi bastante equilibrado. Aos 8, o Boca teve uma grande chance. Advíncula ajeitou, e Cavani se esticou todo para finalizar. Arias fez a defesa. Aos 21, mais uma chance dos Xeneizes. Pol Fernández cobrou uma falta na área do Racing, mas a bola passou por todo mundo e não entrou.

Dez minutos depois, mais uma boa chegada dos visitantes. Janson recebeu pela ponta esquerda, ajeitou e chutou colocado. A bola passou muito perto, mas não entrou. Sem mais chances, a partida foi para as penalidades máximas.

Publicidade

Penalidades

O primeiro a bater foi Zeballos, que abriu o placar. O goleiro Romero começou a brilhar logo na primeira cobrança do Racing, defendendo a bola batida por Piovi. Na segunda, Janson e Quintero converteram. Cavani anotou o terceiro, mas Sigali parou no goleiro do Boca. Na última cobrança, Marcos Rojo confirmou a classificação.

Semana difícil! Nove jogadores sofreram lesões sérias nos últimos dias

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.