Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Lateral Yan Couto, da seleção, se desculpa após citar Daniel Alves como ídolo

Em entrevista coletiva, novato do time de Fernando Diniz disse admirar o jogador que está preso na Espanha, acusado de estupro

Futebol|Do R7

Yan Couto está no lugar de Danilo, que sentiu lesão no jogo contra a Venezuela
Yan Couto está no lugar de Danilo, que sentiu lesão no jogo contra a Venezuela Yan Couto está no lugar de Danilo, que sentiu lesão no jogo contra a Venezuela

O lateral-direito Yan Couto usou as redes sociais nesta terça-feira (17) para pedir desculpa por citar Daniel Alves, réu por estupro na Espanha, como seu principal ídolo no futebol. A declaração do jogador de 21 anos, que está com a seleção brasileira no Uruguai, ocorreu em entrevista coletiva no fim de semana, após treino de preparação para o duelo com o Uruguai, às 21h, em Montevidéu, pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2026.

"Quando me referi ao Daniel Alves como um ídolo, foi no sentido do futebol — coisa que acreditei ter deixado claro, mas, pelo nervosismo pela minha estreia na seleção e por ter tido a oportunidade de jogar ao lado de tantos jogadores incríveis, errei profundamente ao não especificar e deixar livre para a interpretação de cada um", escreveu Yan, em nota compartilhada nas redes sociais.

Clique aqui e receba as notícias do R7 Esportes no seu WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Emprestado ao Girona, da Espanha, pelo Manchester City, Yan Couto foi convocado por Fernando Diniz após o corte de Vanderson, do Mônaco. Ele estreou com a camisa da seleção brasileira no empate em 1 a 1 com a Venezuela, em Cuiabá, entrando na vaga do lesionado Danilo, que também foi cortado. Com a expectativa de que o novato comece entre os titulares diante do Uruguai, o jogador foi escolhido para participar da entrevista coletiva de domingo. Questionado sobre referências na posição, o jogador não titubeou em citar Daniel Alves.

Publicidade

"Meu ídolo é o Daniel Alves. Não tem como ser outro. Cresci assistindo ele pela TV. Ele é um ídolo para muita gente, para muitos brasileiros. Ele fez uma história muito linda pela seleção, nos clubes por onde passou. Acredito que ele é minha referência mais pelo estilo de jogo, pela altura, tudo. Pela qualidade com a bola também. E é uma referência muito boa para mim defensivamente, para eu poder estar somando e ser mais agressivo, ser um jogador mais completo", disse o lateral de 21 anos, sem citar a prisão do compatriota.

Daniel Alves foi preso em janeiro sob a acusação de estuprar uma mulher de 23 anos em uma boate de Barcelona. Ele está em uma penitenciária da cidade espanhola e, de acordo com a legislação do país, pode ficar por até 15 anos na cadeia se for condenado. O julgamento deve acontecer entre o fim do mês e novembro. O brasileiro nega a acusação.

Publicidade

Brasil e Uruguai se enfrentam pela quarta rodada das Eliminatórias. A seleção tem 7 pontos e caiu para a 2ª colocação após o empate em casa com a Venezuela, perdendo a ponta para a atual campeã mundial, Argentina, única 100% na corrida por uma vaga na próxima Copa.

Fã de Daniel Alves e 'patinho feio' da base: quem são os escolhidos de Diniz para as laterais do Brasil

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.