Futebol Jogadores do Fluminense culpam gritos de 'olé' de Grealish por confusão após a partida

Jogadores do Fluminense culpam gritos de 'olé' de Grealish por confusão após a partida

O jogador do Manchester City nega ter provocado os adversários; o clube inglês goleou por 4 a 0 e venceu o Mundial de Clubes

  • Futebol | Do R7, com informações da Agência Estado

Momento em que Felipe Melo empurra Grealish

Momento em que Felipe Melo empurra Grealish

Amr Abdallah Dalsh/Reuters - 22/12/2023

A final do Mundial de Clubes terminou com confusão entre jogadores do Manchester City e do Fluminense, nesta sexta-feira (22), em Jidá, na Arábia Saudita. De acordo com os atletas do clube brasileiro, o estopim da confusão foi uma provocação do atacante Grealish ainda durante o jogo.

"Aquele Grealish é um desrespeitoso. Joga em uma seleção, é um grande jogador, mas é um desrespeitoso. Ele começou a gritar 'olé' no final, e, claro, todos os nossos jogadores ficaram irritados", afirmou Felipe Melo, que disse ter ido para cima do inglês para defender um companheiro.

"Quando acabou o jogo, ele foi pra cima do Martinelli. Ele escolheu um pequenininho e estava falando com o Martinelli testa a testa. Eu fui pra cima dele", disse o zagueiro. "Eu o empurrei. O Walker [lateral inglês] chegou por trás e me empurrou também. Eu fui pra cima deles. Eu fui defender um companheiro meu."

No tempo normal, o clube inglês não tomou conhecimento do Tricolor e venceu a decisão por 4 a 0. Os gols foram marcados por Julian Álvarez (2x), Nino (contra) e Phil Foden. O placar, inclusive, foi aberto com apenas 40 segundos de partida, após a saída de bola errada do Fluminense.

Clique aqui e receba as notícias do R7 Esportes no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

Para Felipe Melo, tudo é uma questão de respeito. Ele citou vitórias do Fluminense com placar elástico sobre o Flamengo, na final do Carioca, e o River Plate, pela Libertadores, durante a temporada.

"Ninguém vai faltar com o respeito com a instituição que estou trabalhando. Ninguém vai cantar de galo para cima dos meus atletas", afirmou o jogador.

O meia Jhon Arias, eleito o terceiro melhor jogador do Mundial, citou falta de espírito esportivo do adversário. "O Grealish foi muito mal. Na hora do quarto gol, ele começou a falar 'olé' e zoar a gente. Acho que isso fala mais sobre o espírito esportivo. No futebol, você ganha às vezes, perde às vezes, mas é preciso ser um homem a todo momento", afirmou o jogador à CazéTV.

Questionado sobre a situação, o veterano Marcelo não quis entrar no mérito. "Cada um faz o que quer quando está jogando. Eu tenho a minha cabeça e não vou falar se está certo ou errado, cada um faz o que quer", afirmou o lateral, acrescentando que tem quatro títulos do Mundial.

"Sei quanto é difícil chegar a uma competição dessa, tanto com o Real Madrid quanto com o Fluminense. Cada um faz o que quer, não tem problema nenhum, o jogo é jogado dentro de campo. Não falo mal nem bem de alguém que faz isso. Mas futebol é isso, ganhou, tem que zoar mesmo."

Grealish, por sua vez, usou as redes sociais para dar a sua versão sobre a confusão e negou que tenha provocado os jogadores adversários. "Nem uma vez eu disse 'olé'", escreveu o camisa 10 dos Citizens em uma publicação no X (antigo Twitter).

Felipe Melo briga com jogador do Manchester City após a partida; confira imagens da confusão

Últimas