Irmãos suspeitos de racismo no Mineirão prestam depoimento

“Olha a sua cor”, disse um homem a um segurança que trabalhava no estádio belo-horizontino; vídeo também mostra vítima sendo chamada de macaco

Torcedor xingou guarda durante jogo

Torcedor xingou guarda durante jogo

Reprodução / Record TV Minas

Os dois homens suspeitos de injúria racial contra um segurança do estádio Mineirão, durante uma partida de futebol, prestam depoimento em uma delegacia da Polícia Civil, nesta terça-feira (12), em Belo Horizonte.

De acordo com fontes ligadas à investigação, os suspeitos são irmãos e têm 38 e 28 anos. A dupla mora na região do barreiro, em Belo Horizonte. A reportagem tenta contato com a defesa deles.

Em um vídeo gravado no local, é possível ver ao menos quatro torcedores xingado os guardas que trabalhavam no estádio Mineirão. Um deles, mais exaltado, diz a Coutinho: “olha a sua cor!”.

O vigia auto dos ataques é Fábio Countinho, de 42 anos. O segurança, que trabalha no Mineirão desde o início do ano, diz que jamais imaginou passar por tal situação. O guarda fez uma queixa sobre o caso, nesta segunda-feira (11), e afirmou que perdoa os suspeitos, apesar de querer justiça.

— Eu não guardo rancor, mas que sirva de lição.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Dentinho e Taison desabafam na web: 'Precisamos ser antirracistas!'