Futebol Irmão de árbitro do clássico já moveu processo contra Felipão

Irmão de árbitro do clássico já moveu processo contra Felipão

Um árbitro de sobrenome Oliveira já rendeu no passado muitas divergências com Palmeiras e o técnico Luiz Felipe Scolari. Sorteado nesta quinta-feira para apitar o clássico com o Corinthians no próximo sábado, pelo Campeonato Paulista, Luiz Flávio de Oliveira é irmão mais novo de um ex-árbitro que no passado moveu um processo contra Felipão após um dérbi bastante polêmico.

Pelo Campeonato Paulista de 2011, Paulo César de Oliveira foi o designado para apitar a semifinal no Pacaembu entre o Palmeiras, de Felipão, contra o Corinthians, de Tite. No entanto, antes da oficialização do nome dele, o Jornal da Tarde, publicação do Grupo Estado, divulgou antes do sorteio que o nome dele seria o escolhido.

No domingo o jogo entre as equipes foi agitado e depois do empate em 1 a 1, o Corinthians avançou à final ao ganhar por 6 a 5 nos pênaltis. Felipão demonstrou irritação na entrevista coletiva e afirmou que o árbitro atuou de forma premeditada para prejudicar o Palmeiras.

"Ele entrou premeditado, é natural. Nós temos um dossiê de 26 jogos em que entendemos que fomos prejudicados. Temos duas solicitações, uma para a CBF e outra para a Federação Paulista pedindo que não colocasse o árbitro. E aí vai no sorteio de oito nomes cai o cara?", protestou o treinador na ocasião.

O árbitro daquele clássico ficou incomodado com a declaração de Felipão e entrou na Justiça para exigir uma indenização de R$ 30 mil por danos morais. O processo tramitou por dois anos. A decisão do juiz Edward Wickfield foi de negar o pedido de Oliveira. Porém, na esfera esportiva o treinador acabou punido com o pagamento de multa e a suspensão por seis jogos no Estadual do ano seguinte.