Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Investigado por agressão contra ex-namorada, Antony é desconvocado da seleção brasileira

A CBF tomou a decisão 'a fim de preservar a suposta vítima'; Diniz chamou Gabriel Jesus, do Arsenal

Futebol|Do R7

CBF anuncia corte de Antony da seleção
CBF anuncia corte de Antony da seleção CBF anuncia corte de Antony da seleção

O atacante Antony, do Manchester United, foi desconvocado da seleção brasileira depois que novos fatos sobre a suposta agressão dele contra a ex-namorada, Gabriela Cavallini, vieram a público nesta segunda-feira (4).

O treinador da seleção, Fernando Diniz, chamou Gabriel Jesus, do Arsenal, em seu lugar.

 Compartilhe esta notícia no WhatsApp

 Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

A CBF justificou a mudança na lista de convocados em decorrência dos novos fatos, divulgados no início desta semana, que envolvem o jogador do clube inglês, investigado pela Polícia Civil de São Paulo por agressão contra a ex-namorada, a DJ Gabriela Cavallini.

"Em função dos fatos que vieram a público nesta segunda-feira (04/09), envolvendo o atacante Antony, do Manchester United, e que precisam ser apurados, e a fim de preservar a suposta vítima, o jogador, a seleção brasileira e a CBF, a entidade informa que o atleta está desconvocado da seleção brasileira", disse a entidade em nota publicada na tarde desta segunda.

Publicidade

A seleção entra em campo na próxima sexta-feira (8), contra a Bolívia, pela primeira rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo. Na semana seguinte, o Brasil volta a campo contra o Peru.

Em entrevista ao programa Domingo Espetacular, da Record TV, em junho, Gabriela deu detalhes das agressões que sofreu do ex-companheiro.

Publicidade

"Me segurou pelos dois braços, me jogou na cama e caiu em cima de mim. Nisso, minha prótese de silicone deslocou. Na hora, me deu uma falta de ar que parecia que eu ia morrer", revelou a DJ.

"Eu nunca tinha sido agredida, nem pelos meus pais. Dentro do carro, ele começou a brigar comigo porque eu estava em uma festa, começou a reclamar, falar que não era meu direito. [...] Ele estava me assustando muito, pegando no meu braço, puxando meu cabelo, me chacoalhando, gritando muito, me empurrando contra a porta."

Antony, que ainda não havia se pronunciado sobre o caso, usou as redes sociais nesta segunda, antes do anúncio da desconvocação, para se defender das acusações. O jogador do Manchester assume que seu relacionamento era "tumultuado" e diz ser inocente.

Leia o comunicado de Antony na íntegra:

Em respeito aos meus fãs, amigos e familiares, me sinto na obrigação de me manifestar publicamente sobre as falsas acusações de que tenho sido vítima.

Desde o início, tenho tratado esse assunto com a seriedade e respeito, prestando os devidos esclarecimentos perante a autoridade policial. O inquérito policial está sob segredo de Justiça e, por isso, não posso tornar público o seu conteúdo.

Contudo, posso afirmar com tranquilidade que as acusações são falsas, e que a prova já produzida e as demais que serão produzidas demonstram que sou inocente das acusações feitas. Minha relação com a sra. Gabriela era tumultuada, com ofensas verbais de ambos os lados, mas jamais pratiquei qualquer agressão física.

A cada momento, seja em depoimento ou em entrevista, ela apresenta uma versão diferente das acusações. Assim, venho negar as acusações feitas e informar que permaneço à inteira disposição das autoridades brasileiras para esclarecer o que for necessário.

Confio que as investigações policiais em andamento demonstrarão a verdade sobre a minha inocência.

Antony, Daniel Alves, Cuca e mais: relembre atletas acusados de violência contra mulheres

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.