Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Internacional enfrenta o eliminado Real Tomayapo para se manter vivo na Sul-Americana

Time boliviano não tem mais chances de classificação no campeonato e entrará em campo com uma equipe reserva

Futebol|Do Estadão Conteúdo

Inter e Real Tomayapo empataram na 1ª partida pela Sul-Americana, em abril (DONALDO HADLICH/Estadão Conteúdo - 10.04.2024)

O Internacional joga todas suas fichas na Copa Sul-Americana nesta terça-feira (4), quando visita o Real Tomayapo, às 21h30, no Estádio IV Centenario, em Tarija, na Bolívia, em partida atrasada da quarta rodada do Grupo C.

Na terceira colocação, com 5 pontos, o Inter ainda tem pela frente o confronto direto com o vice-líder Delfín, do Equador. Por outro lado, esse será o último jogo do Real Tomayapo, da Bolívia, que somou apenas um ponto e está na lanterna.

A disputa é justamente para ver quem será o vice-líder da chave, garantindo vaga na repescagem contra times eliminados na Libertadores. Líder, com 12 pontos, o Belgrano-ARG não pode mais ser ultrapassado e está garantido nas oitavas de final.

Sem precisar se preocupar com a altitude — Tarija está localizada a 1800 metros do nível do mar —, o time gaúcho não pode contar com jogadores importantes. O goleiro Rochet e os atacantes Enner Valencia e Borré se juntaram às seleções do Uruguai, do Equador e da Colômbia, respectivamente, para a disputa da Copa América.

Publicidade

Por outro lado, o técnico Eduardo Coudet vai promover o retorno de alguns titulares que foram preservados na vitória sobre o Cuiabá, por 1 a 0, no último sábado, pelo Brasileirão, como o lateral-direito Bustos, o lateral-esquerdo Renê e os meias Aránguiz e Alan Patrick.

”Tentaremos uma maneira para que todos joguem, precisamos de todos. É a verdade. Óbvio que ainda não temos o ritmo que precisamos. Precisamos dar ritmo a todos e isso só vem com os jogos”, explicou o treinador.

Sem chances de classificação, o Real Tomayapo pode entrar em campo com uma formação reserva. O momento do time comandado por Cristian Aran não é bom. São cinco derrotas seguidas e a última vitória ocorreu no dia 10 de maio, pelo Campeonato Boliviano.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.