Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Histórico! RB Bragantino vence primeiro jogo em Libertadores

Com gols de Ytalo e Hurtado, equipe paulista começou a competição 'com o pé direito' e mostra força em grupo difícil

Futebol|Do Live Futebol BR


Ytalo e Natan comemoram gol do RB Bragantino
Ytalo e Natan comemoram gol do RB Bragantino

O dia 6 de abril de 2022 ficará marcado na história do RB Bragantino. Em sua primeira partida pela Libertadores da América, o time do interior paulista venceu o tricampeão Nacional (Uruguai) pelo placar de 2 a 0, no estádio Nabi Abi Chedid, em duelo válido pela primeira rodada do Grupo C. Ytalo, ainda no primeiro tempo, e Hurtado, já aos 47' do segundo, fizeram os gols da partida.

Com o resultado, o Massa Bruta assume a liderança da chave, que tem ainda os argentinos Estudiantes e Vélez Sarsfield, que só jogam nesta quinta-feira (7), às 21h, no estádio Jorge Luís Hirschi, em La Plata.

Próximos jogos

O próximo desafio do Massa Bruta pela Libertadores será na quinta-feira que vem, dia 13, fora de casa. O time comandado pelo técnico Maurício Barbieri viaja até a Argentina para encarar o Vélez no estádio José Amalfitani, em Buenos Aires.

Publicidade

Antes, o time volta suas atenções para a estreia no Campeonato Brasileiro, na próxima segunda-feira (11), às 20h, contra o Juventude, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS). Já o Nacional joga pelo Campeonato Uruguaio, na última rodada do Apertura, contra o Boston River, no domingo (10), às 18h30, horário de Brasília.

Leia também

O jogo

Publicidade

O duelo entre um dos times mais tradicionais da América do Sul e um estreante em Libertadores começou como já era esperado, tendo em vista o presente. Se no passado o tricampeão Nacional foi dominante, o RB Bragantino, atual vice-campeão da Sul-Americana, é um dos times mais competitivos do futebol brasileiro e, jogando em casa, foi para cima.

Antes do primeiro minuto, já assustou o goleiro Rochet, em chute de Ytalo que foi para fora. O Massa Bruta tomou a iniciativa desde o começo, mas teve dificuldades para furar a defesa adversária, enquanto o Nacional apostou nos contra-ataques.

Publicidade

O Toro Loko chegou novamente com perigo somente aos 35', mas dessa vez não desperdiçou. Após cruzamento, Sorriso desviou de cabeça na primeira trave e Ytalo completou para o gol vazio na segunda, marcando o primeiro gol da história do Bragantino em Libertadores.

No segundo tempo, o Nacional trocou o goleiro. Rochet, que se lesionou ainda na primeira etapa e ficou alguns minutos sendo atendido em campo, não voltou para o jogo, sendo substituído por Rodríguez. O time uruguaio também voltou com outra atitude, subindo a marcação e tendo mais ofensividade do que nos 45 minutos iniciais.

Mas foi o Braga que assustou primeiro, aos 17', em falta cobrada por Luan Candido e que passou raspando a trave. Um minuto depois, Hyoran achou Helinho dentro da área. O atacante bateu firme, mas mandou para fora.

O jogo ficou muito truncado, com diversas faltas e chegadas fortes, o que rendeu alguns cartões amarelos. O Bragantino chegou novamente com perigo aos 34', com Lucas Evangelista, que bateu firme, cruzado, para a defesa de Rodríguez. A equipe voltou a assustar aos 40' e aos 41', em jogadas de Bruno Tubarão pela direita. Na primeira, ele cruzou para Alerrandro, que cabeceou para fora; na segunda, bateu direto, para a defesa do goleiro.

Mas, aos 47, o Bragantino confirmou a vitória. Após bela troca de passes, Hurtado tabelou com Hyoran, que deixou o lateral-direito na cara do gol. Ele teve paciência para levantar a cabeça e tirar do goleiro, dando números finais à partida. 2 a 0 para o RB Bragantino.

FICHA TÉCNICA

RB Bragantino 2 x 0 Club Nacional-URU

Local: Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP)

Data e hora: quarta-feira (6), às 19h

Árbitro: Kevin Ortega (PER)

Auxiliares: Michael Orué (PER) e Jesús Sanchez (PER)

Gols: Ytalo, aos 35'/1T, e Hurtado, aos 47'/2T (RB Bragantino)

RB BRAGANTINO: Cleiton; Aderlan (Hurtado), Léo Ortiz, Natan e Luan Cândido; Jadsom (Lucas Evangelista), Eric Ramires e Hyoran; Ytalo (Alerrandro), Sorriso (Bruno Tubarão) e Helinho (Carlos Eduardo). Técnico: Maurício Barbieri

NACIONAL: Rochet (Martin Rodríguez); José Rodríguez, Marichal, Léo Coelho e Cándido; Yonathan Rodríguez, Diego Rodríguez (Ramirez), Monzeglio (Zabala) e Trezza (Ocampo); Gigliotti (Fagundez) e Castro. Técnico: Pablo Repetto

Champions: Benzema volta a fazer 3 e deixa Real perto da semifinal; Villarreal surpreende o Bayern

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.