Futebol Grêmio vence Tucumán fora e se aproxima da vaga na Libertadores

Grêmio vence Tucumán fora e se aproxima da vaga na Libertadores

Vitória por 2 a 0 sobre o Atlético Tucumán nesta terça (18), na Argentina, deixou a equipe tricolor gaúcha muito perto da semifinal do torneio

Grêmio vence e chega perto da semifinal da Copa Libertadores

Everton marcou o 2º gol na vitória gremista sobre o Tucumán, na Argentina

Everton marcou o 2º gol na vitória gremista sobre o Tucumán, na Argentina

REUTERS/Julio Pantoja - 18.9.2018

O Grêmio deu um passo importantíssimo para chegar à semifinal da Copa Libertadores ao vencer o Atlético Tucumán por 2 a 0, nesta terça-feira (18), no Estádio Monumental José Fierro, em Tucumán, na primeira partida entre ambos pelas quartas de final da competição.

Confira o minuto a minuto de Atlético Tucumán e Grêmio no R7 Esportes

No próximo jogo, marcado para o dia 2 de outubro, às 21h45, em Porto Alegre, o time gremista poderá até perder por um gol de diferença e mesmo assim estará classificado para a etapa seguinte do torneio.

O jogo

O time local aproveitou as características acanhadas do estádio e a empolgação da torcidapara pressionar o Grêmio.

Aos 2 minutos, depois de uma confusão na área gremista, o meia Acosta conseguiu finalizar com muito perigo. Para a sorte da equipe brasileira, a bola desviou na zaga e saiu pela linha de fundo.

Porém, o técnico do Atlético Tucumán teve que gastar uma substituição por contusão logo aos 5 minutos de jogo.

Morumbi é confirmado como palco da abertura da Copa América 2019

O meio-campista Noir sentiu uma lesão ao se esforçar para buscar uma bola na lateral e caiu no gramado com dores na coxa direita. O jogador não teve condições de continuar. Nuñez entrou na vaga do companheiro machucado.

Aos 7 minutos, a defesa do Grêmio falhou novamente e a bola sobrou mais uma vez para Acosta, mas o jogador do time argentino chutou alto demais.

O Tucumán seguiu sufocando a equipe brasileira nos primeiros minutos do duelo.

Aos 13, Ramiro cortou com a mão uma jogada do ataque argentino e cedeu uma falta muito perigosa para o adversário, na entrada da área gremista.

Na cobrança, Nuñez bateu colocado e obrigou o goleiro Marcelo Grohe a voar para desviar a bola pela linha de fundo.

Aos 22, o meia Alisson arrancou pelo meio, limpou o zagueiro do time argentino e chutou para o gol. Porém, ao bola foi fraca e o veterano goleiro Lucchetti, de 40 anos, fez uma defesa fácil.

Minutos depois, o atacante Everton tentou aproveitar um chutão de Cícero, mas apenas raspou na bola e não levou perigo para o gol do Tucumán.

Aos 30 minutos, o Tucumán criou outra boa jogada ofensiva. Já dentro da área, o meio-campista Aliendro bateu para o gol, mas Cícero desviou e cedeu escanteio.

Apesar de todo o volume de jogo da equipe local, o Grêmio mostrou a força da camisa e confirmou o apelido de time "copeiro". Aos 34 minutos, Alisson aproveitou um toque de cabeça de Cícero e chutou forte para vencer Lucchetti: 1 a 0.

O Tucumán não se intimidou e continuou no ataque. Aos 38, Díaz recebeu passe na área e chutou para gol. Mais uma vez, a bola foi desviada pela zaga gremista.

Na cobrança de escanteio, Bianchi e Kannemann se desentenderam e o árbitro Wilmar Roldán puniu ambos com o cartão amarelo.

Barcelona e City têm os elencos mais valiosos da Liga dos Campeões

Aos 43 minutos, Nuñez fez falta em Alisson e, na sequência do lance, pisou no jogador brasileiro. Pela falta, o argentino recebeu o cartão amarelo. No entanto, o VAR (Árbitro Assistente de Vídeo, na sigla em inglês) avisou o árbitro do pisão. Roldán reviu a jogada no vídeo e expulsou Nuñez.

A expulsão deixou a equipe argentina muito nervosa em campo. Antes do apito final da primeira etapa, Díaz fez falta dura e também levou o cartão amarelo.

Segundo tempo

Com um jogador a menos em campo, o Tucumán voltou para a segunda etapa disposto a manter o ritmo forte sobre os brasileiros.

No entanto, o Grêmio demonstrou estar tranquilo e chegou ao segundo gol em um bom contra-ataque com Alisson. O meia chegou à linha de fundo pelo lado direito do ataque e cruzou para Everton tocar para as as redes.

Gremistas comemoram gol de Everton

Gremistas comemoram gol de Everton

Reprodução/Twitter Conmebol Libertadores

Com uma desvantagem de dois gols no placar, a equipe argentina perdeu força e passou a não conseguir mais se infiltrar na zaga gremista.

Por outro lado, o time comandado por Renato Gaúcho se limitava a administrar os avanços do adversário e controlar o resultado positivo.

Aos 17 minutos, o atacante Luis Rodríguez, conhecido como Pulga, foi derrubado na entrada da área. Ele mesmo cobrou a falta e acertou o canto esquerdo de Grohe, que espalmou para escanteio.

O ataque do Tucumán teve outra chance de diminuir o marcador aos 30 minutos e, para tanto, contou com uma falha de Marcelo Grohe. O goleiro saiu mal do gol e quase deu a oportunidade para Acosta, que cabeceou para fora.

O Grêmio ainda perdeu uma chance incrível de fazer o terceiro gol e praticamente selar o passaporte para as semifinais da competição.

Aos 42, o jovem Pepê arrancou pela direita e deu um ótimo passe para Everton, que corria sozinho pelo meio, mas errou ao tentar tirar do goleiro e jogou para fora.

Mas, os brasileiros souberam quebrar o ritmo do confronto, gastaram o tempo e deixaram o gramado com um exelente resultado para a sequência na Libertadores.

Já os torcedores do Atlético Tucumán — time que não perdia em casa havia seis meses —, em um belo exemplo de amor à equipe, cantaram e aplaudiram o time mesmo com a derrota sacramentada.

Próximo jogo

O Grêmio volta a campo no domingo que vem, às 11 horas, para enfrentar o Ceará, em Porto Alegre, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Ficha técnica
ATLÉTICO TUCUMÁN 0 x 2 GRÊMIO
18/9 – Estádio Monumental José Fierro (Tucumán)
Árbitro:
Wilmar Roldán (Colômbia); Gols: Alisson, aos 34 minutos do 1º tempo, Everton, aos 9 minutos do 2º tempo; Cartões amarelos: Bianchi, Nuñez, Díaz (Atlético Tucumán); Kannemann, Maicon (Grêmio); Cartão vermelho: Nuñez (Atlético Tucumán)
ATLÉTICO TUCUMÁN: Lucchetti; San Román, Bianchi, Cabral e Abero; Aliendro (Matos, aos 28 do 2º), Mercier, Acosta e Noir (Nuñez, aos 6 do 1º); Luis Rodríguez e Leandro Díaz (Barbona, aos 39 do 2º). Técnico: Ricardo Zielinski.
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Leonardo, Pedro Geromel, Kanemmann e Bruno Cortez; Maicon (Thaciano, aos 24 do 2º), Cícero, Ramiro, Alisson (Pepê, aos 31 do 2º) e Luan (Douglas, aos 34 do 2º); Everton. Técnico: Renato Gaúcho.

Começou! Veja como foi o primeiro dia da Liga dos Campeões:

    Access log