Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Grêmio se aproveita de falha do zagueiro, vence o Cruzeiro e avança às quartas da Copa do Brasil

Em duelo de hexacampeões, tricolor gaúcho se dá melhor; Com passe de Suárez, o paraguaio Villasanti marcou o único gol do jogo

Futebol|Do R7

Villasanti marcou o gol da classificação
Villasanti marcou o gol da classificação Villasanti marcou o gol da classificação

O duelo entre os dois maiores campeões da Copa do Brasil decidiu quem vai seguir adiante na edição de 2023.

É o Grêmio, com cinco títulos, que venceu o Cruzeiro, por 1 a 0, nesta quarta-feira à noite (31), no Mineirão, pelo jogo de volta das oitavas e vai atrás do hexacampeonato.

O time mineiro, com seis títulos, não chega às quartas e se despede da competição.

· Compartilhe esta notícia no Whatsapp

Publicidade

· Compartilhe esta notícia no Telegram

No jogo de ida, em Porto Alegre, houve empate por 1 a 1 e, com a vaga garantida, os gaúchos ficam com o prêmio de R$ 4,3 milhões. O gol da vitória foi marcado por Villasanti, aos 27 minutos do primeiro tempo, numa saída de bola errada da defesa cruzeirense.

Publicidade

Antes do jogo Renato Gaúcho confirmou que não mudaria o esquema com cinco defensores - dois laterais e três zagueiros -, quatro jogadores no meio-campo, deixando apenas o artilheiro Luis Suárez na frente. Com seis homens no meio-campo, dali saia o primeiro combate. Os gremistas estavam distribuídos para se defender e depois tentar o contra-ataque.

O português Pepa armou o Cruzeiro de forma mais simples, dentro do esquema 4-3-3 e disposto a atacar desde o início do jogo, aproveitando o grito de apoio da torcida, vindo da arquibancada.

Publicidade

Neste embalo, quase fez o primeiro gol aos sete minutos quando Henrique Dourado cabeceou fraco, com a parte lateral da cabeça, mas a bola tinha endereço certo. O zagueiro gremista Bruno Alves correu e esticou a perna para alavancar a bola em cima da linha de gol. O defensor fez um 'golaço' para o Grêmio.

Após o lance emocionante o jogo ficou equilibrado e só mudou aos 27 minutos quando saiu o gol do Grêmio.

Um 'gol dado' pela defesa cruzeirense, quando Lucas Oliveira tentou o toque lateral na frente da área para Luciano Castán, mas entregou nos pés de Luis Suárez. O uruguaio fez o passe para Villasanti, na frente da área, o meia ajeitou e bateu cruzado no canto direito do goleiro Rafael.

Por alguns momentos, o Cruzeiro perdeu o controle emocional. Em um lance individual de Mateus Vidal, quase saiu o empate aos 35 minutos. Após receber a bola na intermediária, passou por dois adversários e soltou a bomba. A bola passou perto da trave esquerda de Gabriel Grando, que saltou atrasado.

O time mineiro ganhou confiança e partiu para cima. Após uma sequência de escanteios, criou duas grades chances para empatar.

Aos 43 minutos, Henrique Dourado recebeu a bola dentro da área de lado, fez o giro e bateu de esquerda. Uma bomba, mas a bola explodiu no travessão. Dois minutos depois, o zagueiro Lucas Oliveira quase se redimiu ao chutar forte de fora da área, exigindo que o goleiro gaúcho saltasse para dar um tapa no alto e evitasse o gol.

O segundo tempo começou com o Cruzeiro sufocando o Grêmio em seu campo de defesa. Ao visitante restou apenas se defender com duas linhas de quatro jogadores na frente de sua grande área.

Mas assustou no primeiro contra-ataque, quando Bitello marcou o segundo gol, aos 17 minutos. O lance, porém, foi anulado pelo VAR que apontou um empurrão de Cuiabano em cima de Wesley. Uma falta bem visível.

Passado o susto, o Cruzeiro voltou ao seu ritmo de pressão total. Mas sem eficiência e sem finalizações. Aos 27 minutos, o técnico Pepa resolveu arriscar, tirando o volante Wallisson para a entrada do atacante Gilberto. Depois com Neto Moura na vaga de Felipe Machado.

A melhor chance saiu aos 38 minutos, quando Gilberto, do lado esquerdo, bate rasteiro, o goleiro Gabriel Grando rebateu e na pequena área houve a dividida a favor da defesa quando Dourado tentava completar para as redes.

Apesar os oito minutos de acréscimos, o Cruzeiro não teve outra boa chance para, pelo menos empatar, e decidir a vaga nos pênaltis.

No final de semana os dois times voltam as suas atenções para a nona rodada do Campeonato Brasileiro.

No sábado (3), às 18h30, o Cruzeiro vai fazer o clássico com o Atlético no estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia (MG). Acontece que o Mineirão vai receber um show. O Grêmio recebe o São Paulo no domingo (4), a partir das 16h, em Porto Alegre (RS).

Ficha técnica

CRUZEIRO 0 X 1 GRÊMIO

Cruzeiro: Rafael Cabral; William (Igor Formiga), Lucas Oliveira, Luciano Castãn e Marlon; Felipe Machado (Neto Moura), Wallisson (Gilberto) e Mateus Vital; Wesley (Daniel Junior), Henrique Dourado e Stênio (Bruno Rodrigues)

Técnico: Pepa

Grêmio: Gabriel Grando; Fábio (João Pedro), Bruno Alves, Bruno Uvini, Kannemann e Reinaldo; Villasanti, Carballo (Mila), Bitello (Gustavo Martins) e Cuiabano (Everton Galdino); Luis Suárez (Diogo Barbosa)

Técnico: Renato Gaúcho

Gols: Villasanti, aos 27 minutos do primeiro tempo

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)

Cartões amarelos: Gilberto e Pepa (Cruzeiro). Kannemann, Mila e Everton Galdino (Grêmio)

Cartão vermelho: Felipe Machado (no banco do Cruzeiro)

Renda: R$ 1.961.605,00

Público: 41.090 torcedores

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Nos pênaltis, Sevilla vence a Roma e conquista a Liga Europa pela 7ª vez na história

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.