Futebol Fred marca nos acréscimos e Flu busca empate com Barcelona-EQU

Fred marca nos acréscimos e Flu busca empate com Barcelona-EQU

Tricolor saiu na frente, com Gabriel Teixeira, levaram a virada, mas conseguiram a igualdade já nos minutos finais

  • Futebol | Do R7

Fred marcou já nos acréscimos e evitou a derrota do Fluminense na Libertadores

Fred marcou já nos acréscimos e evitou a derrota do Fluminense na Libertadores

Sergio Moraes/EFE 12.08.21

Com emoção até o fim, o Fluminense segue muito vivo na Libertadores. Dentro do Maracanã, o time levou a virada do Barcelona-EQU, mas marcou já nos acréscimos e empatou em 2 a 2, na noite desta quinta-feira (12).

Como levou dois gols dentro de casa, o Flu vai à Guayaquil precisando marcar gols, já que o 0 a 0 é dos equatorianos. Antes do jogo decisivo, o Tricolor tem pela frente um importante duelo contra o Inter, na noite de domingo, pelo Brasileirão.

LEIA MAIS: Com 10, Santos marca no fim e bate o Libertad pela Sul-Americana

FLU NA FRENTE
A partida foi bem equilibrada no primeiro tempo. Enquanto o Barcelona teve um pouco mais da posse de bola, o Fluminense era quem tentava aproveitar contra-ataques para chegar, mas nenhum dos times levou muito perigo real. O único bom lance foi aos 25 minutos. Gabriel Teixeira sofreu a falta e ele mesmo colocou para dentro após batida de Cazares. O goleiro Burrai saiu mal, se chocou com Riveros pelo alto e o garoto de Xerém só aproveitou o rebote para colocar o Flu na frente.

QUASE
Em mais uma bola levantada na área, quase saiu o gol de empate do Barcelona. Díaz cobrou a falta e Piñatares apareceu cara a cara com Marcos Felipe, tocando para Mastriani mandar para a rede. No entanto, o bandeirinha assinalou o impedimento, confirmado pelo árbitro de vídeo. Esta foi a primeira finalização dos equatorianos no gol.

INTENSIDADE
O Fluminense retornou do intervalo colocando pressão no Barcelona e teve uma grande oportunidade no contra-ataque logo aos seis minutos, mas Fred não chegou na bola. Mais intenso, o Tricolor apostou nos espaços dados pelos adversários para tentar chegar, mas não soube concluir. Biel, um dos melhores em campo, sentiu dores na coxa e pediu para sair, dando lugar a Kayky.

TUDO IGUAL
Quem não faz, leva. Sem conseguir ampliar a vantagem, o Fluminense viu o domínio não se converter em gols e o Barcelona, que pouco ameaçou, deixou tudo igual. Aos 23 minutos, a marcação errou em todos os botes, Martínez cruzou na esquerda, Preciado subiu mais que Martinelli e cabeceou, contando com falha de Marcos Felipe para fazer 1 a 1.

UM A MENOS
Depois do gol, o Fluminense sentiu e se viu ameaçado. No entanto, aos 31 minutos o Barcelona se complicou ao ter Emmanuel Martínez expulso. Ele já havia recebido cartão amarelo no início do segundo tempo e acabou levando o segundo após falta em Samuel Xavier.

VIROU
Com um a mais, o Flu apostou na saída dos volantes para ter Abel Hernández e André como últimas mexidas, mas logo em seguida Nino derrubou Garcés e o árbitro assinalou a penalidade. Cortez foi para a cobrança, Marcos Felipe encostou nela, mas a bola passou por baixo dele.

JOGO LOUCO
Já entregando tudo para tentar amenizar o resultado, o Fluminense foi para cima e teve um pênalti a favor aos 46 minutos. Abel Hernández levou um chute de Castillo e a arbitragem marcou. Na cobrança, Fred deixou o dele para colocar o 2 a 2 no placar.

FLUMINENSE 2 X 2 BARCELONA (EQU)

Data/Hora: 12/08/2021, às 21h30
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Alexis Herrera (VEN)
Assistentes: Carlos Lopez (VEN) e Jorge Urrego (VEN)
VAR: Andres Cunha (URU)
Gols: Gabriel Teixeira (25'/1ºT) (1-0), Preciado (23'/2ºT) (1-1), Cortez (42'/2ºT) (1-2), Fred (50'/2ºT) (2-2)
Cartões amarelos: Nene, Nino (FLU), Molina, Martínez, Garcés (BSC)
Cartões vermelhos: Martínez (BSC)
FLUMINENSE: Marcos Felipe; Samuel Xavier, Nino, Luccas Claro e Egídio; Martinelli (André - 39'/2ºT), Yago Felipe (Abel Hernández - 39'/2ºT) e Cazares (Nene - 22'/2ºT); Luiz Henrique (Lucca - 21'/2ºT), Gabriel Teixeira (Kayky - 15'/2ºT), Fred. Técnico: Roger Machado.
BARCELONA DE GUAYAQUIL: Burrai, Castillo, Fernando León, Riveros e Pineida; Piñatares, Perlaza (Preciado - 8'/2ºT), Molina (Carcelén - 8'/2ºT), Martínez, Damián Díaz (Cortez - 30'/2ºT (Leonel Quiñónez - 43'/2ºT)) e Gonzalo Mastriani (Garcés - 30'/2ºT). Técnico: Fabián Bustos.

Sem casa em Paris, Messi vai morar em hotel com diária de R$ 95 mil

Últimas