Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Foto de garoto viraliza, e Santos faz ação com ONG de ajuda à África

Clube abraça campanha para arrecadar dinheiro para Missão África, que presta atendimento médico e odontológico em locais de extrema pobreza

Futebol|Adalberto Leister Filho, do R7

A imagem do garoto João Chico, de Moçambique, clicado por Rafaella Kalimann, embaixadora da ONG Missão África, viralizou na internet. Na foto, o menino, com ar inocente e pés descalços, segura uma bola feita de retalhos e traja uma camisa suja do Santos. 

Muito compartilhada nas redes sociais, a imagem fez com que o Santos se manifestasse nesta terça-feira (17) em seu site oficial. O clube decidiu dar visibilidade à instituição, que busca desenvolver crianças e adultos que vivem em regiões de extrema pobreza. 

Por isso, nos jogos contra Palmeiras e Flamengo, válidos pelo Campeonato Brasileiro, o Santos irá estampar nas omoplatas a marca da MIssão África. 

COSME RÍMOLI: Pogba. A lição de humildade do grande jogador

Publicidade

Doação à ONG

Além disso, o Santos irá doar R$ 1 para cada torcedor presente nas duas partidas. Uma faixa com mensagem referente à ONG será passada antes do início e no intervalo desses jogos. Também haverá uma exposição e um vídeo da ONG, com imagens do Santos na África, fechando com a famosa imagem de João Chico.

Publicidade

As mascotes do clube também irão usar a marca da ONG. Nas redes sociais, o time da Vila Belmiro irá incentivar os torcedores a fazer doações para a entidade. 

“A foto do menino africano com a camisa do Santos tocou a todos. Idealizamos uma ação que fosse efetiva em prol do trabalho da ONG Missão África que, além de darmos visibilidade à causa mobilizasse a torcida para que tenhamos a maior doação financeira possível", afirmou José Carlos Peres, presidente do Santos.

Publicidade

Santos tem dia decisivo por Sánchez e se reúne com agente nesta terça

A ONG Missão África realiza ações em escolas de educação infantil e programas de capacitação de profissionais nas áreas de saúde e educação. Também mantém um centro nutricional para crianças de 0 a 2 anos e leva atendimento odontológico para população de baixa renda. Segundo a entidade, desde 2012, já realizou mais de 40 mil atendimentos médicos e mais de 5.000 odontológicos na África. 

Quem mais chegou às quartas de final da Copa do Brasil na história

Veja as contratações e saídas das equipes do Brasileirão

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.