Campeonato Brasileiro

Futebol Fluminense e Santos ficam no empate sem gols no Maracanã

Fluminense e Santos ficam no empate sem gols no Maracanã

Cariocas se mostraram mais perigosos, Peixe promoveu estreias de equatorianos, mas as redes não foram balançadas no confronto

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Zagueiro Maicon, do Santos, trava Germán Cano, do Fluminense, dentro da pequena área

Zagueiro Maicon, do Santos, trava Germán Cano, do Fluminense, dentro da pequena área

Mailson Santana/Fluminense FC (09.04.2022)

Em jogo que marcou a abertura do Brasileirão 2022 na tarde deste sábado (9), no Maracanã, o Santos ficou no 0 a 0 com o Fluminense.

O duelo começou com muitas faltas, sendo três para o Flu e duas para o Peixe apenas nos 7 minutos iniciais. Aos poucos, o time da casa, com seu uniforme tradicional, foi se lançando ao ataque de um Santos que adotou o azul escuro (sua terceira “farda”).

Resultado: três jogadas perigosas em sequência para os cariocas. Na melhor delas, aos 10’, Cano bateu de perna esquerda da entrada da área e João Paulo precisou se esticar para evitar o pior.

Com raras arrancadas, o Peixe buscava algo com Ricardo Goulart e Marcos Leonardo. Estreante do dia, o meia-atacante santista Jhojan Julio só conseguiu protagonizar uma boa jogada aos 18’. Foi dele o cruzamento em busca do zagueiro Eduardo Bauermann, 1,87m, mas Fábio interceptou.

Se Ganso acabou não relacionado pelo Flu para enfrentar o Peixe, onde marcou época como meia ao lado de Neymar, o zagueiro David Braz, ex-Santos, desempenhou o papel.
E bem. Braz tomou faltas, lançou-se ao ataque, chamou a torcida e acertou perigoso cabeceio por cima do gol de João Paulo, aos 29’. 

O Peixe melhorou e respondeu: aos 31’, Zanocelo chegou pela direita e fez o chute. Fábio mandou para escanteio que, na sequência, os visitantes desperdiçaram.

Dois minutos depois foi a vez de o Flu ter um escanteio a seu favor, que igualmente acabou sem bola na rede. E outro: Cano desviou de pé esquerdo e a bola se perdeu na linha de fundo.

O Flu se animou e exigiu difícil defesa de João Paulo, aos 38', em bomba disparada por Cano. Aos 40', foi a vez de Arias tentar o chute. E uma vez mais os donos da casa com outro escanteio, aos 43'. Muitas tentativas do Flu, apenas um chute efetivo do Santos e nada de gols. Fim do primeiro tempo.

Etapa final

Com Nonato no lugar de Yago Felipe, o Flu começou a segunda etapa como na primeira: tendo falta a favor. Mas o primeiro amarelo da partida saiu para Manoel, do Flu, aos 9', por falta.

O andamento do confronto, contudo, não mudou: os donos da casa insistindo e os visitantes cortando as jogadas em tentativas de contra-ataques.

Cano, de novo de cabeça, exigiu defesa de João Paulo; Arias tentou chute, mas rendeu apenas tiro de meta para o Alvinegro Praiano; Ricardo Goulart cometeu falta.

Só aos 14' o Santos tentou jogada mais aguda com Lucas Pires e Jhojan Julio, mas sem criação que resultasse em algo diferente. Até que, aos 21', o Peixe reclamou de pênalti de Manoel em Marcos Leonardo. Nada marcado. 

O técnico santista Fabián Bustos resolveu mexer aos 21': promoveu a estreia do atacante equatoriano Bryan Angulo (no lugar de Ricardo Goulart). Aproveitou a deixa e trocou o também estreante Jhojan Julio por Gabriel Pirani. E mais: Lucas Barbosa no lugar de Marcos Leonardo.

Lucas Barbosa e Pirani tiveram suas chances de marcar. Assim como Luiz Henrique, em bomba aos 31'.

O Flu mudou. Fred entrou no lugar de Cano, aos 32'. Assim como Willian Bigode no lugar de Calegari. E, um minuto depois, Lucas Claro por David Braz. 

A partida manteve a toada, com o Flu ao ataque e Santos claramente em busca de somar um ponto com empate. A emoção aumentou com Fred, após forte chute com a bola explodindo na trave esquerda do Peixe, aos 39'.

No Santos, Madson saiu, entrou Velázquez; Sandry entrou, saiu Zanocelo. E ficou nisso: os 22.852 torcedores, que geraram R$ 713 mil de renda, viram um empate sem gols em um jogo com um Flu mais perigoso do que o visitante Santos.

FICHA TÉCNICA

Fluminense 0 x 0 Santos
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: sábado (9/4), às 16h30
Árbitro: Anderson Daronco (RS / Fifa)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS / Fifa) e Michael Stanislau (RS)
VAR: Daniel Nobre Brins (RS)

Cartão amarelo: Manoel (Fluminense), aos 9’/2ºT

FLUMINENSE: Fábio; Manoel, David Braz (Lucas Claro), Nino e Cris Dias; Calegari (Willian Bigode), Yago Felipe (Nonato), André e Nathan (Luiz Henrique); Jhon Arias e Germán Cano (Fred). Técnico: Abel Braga.

SANTOS: João Paulo; Madson (Velázquez), Maicon, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Willian Maranhão, Rodrigo Fernández, Vinícius Zanocelo (Sandry); Ricardo Goulart (Bryan Angulo); Jhojan Julio (Gabriel Pirani) e Marcos Leonardo (Lucas Barbosa). Técnico: Fabián Bustos.

Veja quem são os 7 jogadores com mais partidas no Brasileirão

Últimas