Futebol Flamengo visita Olimpia pela Libertadores para mostrar reação

Flamengo visita Olimpia pela Libertadores para mostrar reação

Equipe quer deixar para trás a dura derrota de 4 a 0 para o Inter (RS) e mostrar que resultado foi apenas um tropeço pontual

Agência Estado - Esportes
Flamengo é favorito contra o time paraguaio

Flamengo é favorito contra o time paraguaio

Adriano Machado/EFE/21-07-21

As goleadas se tornaram rotina no Flamengo nas últimas semanas. Foram quatro seguidas só no mês de julho. Mas a última delas preocupou o torcedor. Afinal, o 4 a 0 contra o Internacional foi uma dura derrota sofrida no Maracanã, no domingo, o que reacendeu os temores dos rubro-negros. Para superar essa dura derrota e mostrar que foi apenas um tropeço pontual, o Fla volta a campo nesta quarta-feira, às 19h15, para visitar o Olimpia em Assunção, pela idas das quartas de final da Copa Libertadores.

Apesar do susto no fim de semana, o Fla é o favorito contra o time paraguaio. E não apenas por ser o atual bicampeão brasileiro, por ter vencido a Libertadores em 2019 ou por ter um forte elenco. A equipe brasileira terá pela frente um rival longe do seus melhores momentos e desfalcado. O Olimpia tem apenas uma vitória nos primeiros quatro jogos do Campeonato Paraguaio.

E, para esta quarta, o técnico uruguaio Sergio Orteman não terá seu principal atacante, Isidro Pitta, lesionado. Os zagueiros titulares Antolín Alcaraz e Luis Cáceres também estão fora. O treinador terá que improvisar o volante Richard Ortíz ao lado do zagueiro Saúl Salcedo. A aposta no ataque é no veterano Roque Santa Cruz, de 40 anos.

O que preocupa o torcedor do Flamengo são as próprias oscilações da equipe, principalmente por falta de concentração. Foi assim no início do Brasileirão e também diante do Inter, uma equipe longe de brilhar nesta temporada. O 4 a 0 de domingo assustou porque o Fla vinha de um 5 a 0 sobre o Bahia, 4 a 1 no Defensa y Justicia, 5 a 1 no São Paulo e 6 a 0 no ABC. Teve ainda o 3 a 1 sobre o Corinthians com cara de goleada. O placar só não foi maior porque os cariocas desaceleraram no segundo tempo.

O tropeço do fim de semana foi ainda a primeira derrota de Renato Gaúcho no comando do Flamengo. Ele garante que a história na Libertadores será bem diferente. "Na quarta o Flamengo vai ser o Flamengo de sempre", afirmou o treinador, que já tem história contra o Olimpia defendendo a equipe carioca. Em 1993, na Supercopa, marcou um dos gols da vitória brasileira por 3 a 1, no Maracanã.

Para o confronto desta quarta, o Flamengo terá apenas uma baixa entre os titulares. O zagueiro Rodrigo Caio será poupado para fazer "trabalho de reequilíbrio muscular". O atacante Pedro, que costuma ser opção no segundo tempo, se recupera de uma entorse no tornozelo esquerdo. Bruno Viana foi isolado por estar com covid-19, Renê se reabilita de uma lesão na coxa direita e Piris da Motta sofreu lesão no tendão de Aquiles.

Nesta quarta, o jogo no Estádio Manuel Ferreira contará com a presença de 7.500 torcedores. Será a primeira partida internacional disputada em solo paraguaio com torcida nas arquibancadas.

Para este duelo das quartas de final, o Olimpia chega motivado por ter eliminado justamente o Inter nas oitavas. Os dois jogos foram marcados pelo baixo nível técnico e por empates sem gols. O time paraguaio avançou nas cobranças de pênaltis. Curiosamente, na fase de grupos as duas equipes também se enfrentaram, com placar díspares. O Inter aplicou 6 a 1 em casa e venceu por 1 a 0, fora.

Futebol: veja imagens da final entre Brasil e Espanha em Tóquio

Últimas