Futebol Fla pega Inter para voltar à semi da Libertadores depois de 35 anos

Fla pega Inter para voltar à semi da Libertadores depois de 35 anos

Com vantagem de dois gols adquirida no jogo de ida, equipe carioca tem retrospecto bastante ruim nas últimas vezes que disputou torneio continental

Inter x Flamengo

Bruno Henrique foi o herói do primeiro jogo, ao marcar duas vezes

Bruno Henrique foi o herói do primeiro jogo, ao marcar duas vezes

FolhaPress

O Flamengo está perto de quebrar um tabu que já dura 35 anos. Isso porque 1984 foi a última vez que a equipe chegou a uma semifinal de Libertadores, algo que pode alcançar na noite desta quarta-feira (28), às 21h30 (de Brasília) até mesmo se perder por um gol de diferença para o Internacional em Porto Alegre. No jogo de ida, no Rio de Janeiro, os cariocas venceram por 2 a 0.

Há 35 anos, o Flamengo chegou à semifinal para enfrentar Grêmio e Universidad de Los Andes, da Colômbia. O sistema de disputa naquela época era outro. Eram formados dois grupos de três clubes que jogavam entre eles. Ia para a final a melhor equipe de cada grupo. O rubro-negro acabou caindo para os dois adversários.

Depois disso, o Flamengo acumula um retrospecto para lá de ruim na Copa Libertadores. Em mais dez participações na principal competição do continente, o máximo que a equipe alcalçou foram as quartas de final em três oportunidades, em 1991, 1993 e a última dela em 2010, após eliminar o Corinthians na fasee anterior e cair para a Universidad do Chile.

Em outras três vezes, o time ficou ainda nas oitavas (2007, 2008 e 2018). Em 2002, 2012, 2014 e 2017 o desempenho foi ainda pior: eliminação na fase de grupos.

Até por conta desse retrospecto, o técnico português Jorge Jesus sabe que o torcedor flamenguista está ansioso para ultrapassar as quartas de final. "Parabéns à torcida, que deu tudo para nos levar a essa vitória. Já disse isso algumas vezes: eles fazem a diferença", afirmou na sua entrevista após o jogo de ida.

Porém, para alcançar esse objetivo, o Flamengo ainda tem que passar pelo Inter, que tem um retrospecto muito bom quando atua dentro do Beira-Rio e terá isso como seu principal aliado.

Jogando em casa, a postura não será defensiva como na partida do Maracanã. Terá que fazer um jogo franco e ir para cima do rubro-negro. Essa receita poderá ser vitoriosa, mas também suicida, já que o Flamengo tem o melhor ataque do Brasil em 2019.

Na reta final: veja quem seu time ainda enfrenta no primeiro turno