Rússia x Ucrânia

Futebol Federação Russa recorrerá ao TAS para reverter exclusão da Copa do Mundo do Catar

Federação Russa recorrerá ao TAS para reverter exclusão da Copa do Mundo do Catar

Os russos afirmam que Fifa e Uefa agiram "sem base legal" para decretar o seu veto e que tomaram a decisão "sob pressão"

AFP
  • Futebol | por AFP

Federação Russa de futebol recorrerá ao TAS para reverter exclusão da Copa do Mundo

Federação Russa de futebol recorrerá ao TAS para reverter exclusão da Copa do Mundo

EFE/EPA/YURI KOCHETKOV

A Federação Russa de Futebol anunciou nesta quinta-feira (3) que vai recorrer da sua exclusão da Copa do Catar 2022 e de todas as competições internacionais perante o TAS (Tribunal Arbitral do Esporte) em Lausanne.

A Rússia inicialmente enfrentaria a Polônia em 24 de março em Moscou, nas semifinais da repescagem para a Copa do Mundo. Na segunda-feira (28), porém, a Fifa e a Uefa baniram os russos de todas as suas competições, em reação à invasão da Ucrânia.

A Federação Russa solicitará que todas as seleções masculinas e femininas retornem a todas as competições e solicitará ao TAS "um procedimento acelerado" em seu caso, dada a proximidade da data inicialmente prevista para o duelo contra a Polônia, que insistiu que não jogará contra os russos.

Os responsáveis pelo futebol russo estimam que a Fifa e a Uefa agiram "sem base legal" para decretar o seu veto e que tomaram a decisão "sob pressão" de federações de futebol rivais, como a polaca. Também lamentaram por não expor seu ponto de vista a ambas as organizações.

Na segunda-feira, a Federação Russa de Futebol já havia denunciado os efeitos "discriminatórios" da decisão "para um grande número de atletas, treinadores, funcionários de clubes e seleções".

A Copa do Mundo de 2022, o grande evento esportivo do ano, será realizada de 21 de novembro a 18 de dezembro no Catar. A Rússia foi o país anfitrião da edição anterior do evento, em 2018.

Palmeiras x Athletico-PR: veja imagens da conquista do título alviverde na Recopa Sul-Americana

Últimas