Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Família de ex-senador da Venezuela controlava LaMia, diz perícia

Ricardo e Loredana Albacete poderiam ser responsabilizados por tragédia

Futebol|Dado Abreu e Talyta Vespa, do R7

Avião com time da Chape caiu em novembro de 2016
Avião com time da Chape caiu em novembro de 2016 Avião com time da Chape caiu em novembro de 2016

A perícia que investiga o acidente com o avião da Chapecoense chegou a dois nomes que poderiam ser responsáveis pela tragédia: Ricardo Alberto Albacete, ex-senador da Venezuela, e sua filha, Loredana Albacete Di Bartolomé, seriam sócios da LaMia, de acordo com as investigações. 

EsportesR7 no YouTube. Inscreva-se

Segundo o jornal boliviano El Deber, funcionários da empresa tentaram esconder que pai e filha eram proprietários da coorporação que fretou o avião Avro RJ 85, que caiu na madrugada do dia 29 de novembro de 2016 na Colômbia. A causa do acidente foi detectada como falta de combustível na aeronave. Setenta e uma pessoas morreram. 

A informação é fruto da investigação realizada pelo Instituto de Investigações Técnico-Científicas da Universidade Policial de Força Especial de Luta contra o Crime (Felcc, na sigla em inglês). Para a perícia, foram investigadas conversas telefônicas entre Miriam Flores e Loredana Albacete. O documento analisado consiste em 30 páginas e é uma seleção de conversas gravadas, fotografias e documentos. 

Publicidade

O relatório cita conversas de mais de 15 pessoas, mas os protagonistas são Loredana Albacete, Miriam Flores, o diretor da LaMia, Gustavo Vargas Gamboa e Marco Antônio Rocha, piloto e suposto sócio da empresa. No dia do acidente, Ricardo Albacete negou que tinha uma empresa aérea: "Nós não somos acionistas ou funcionários da LaMia Bolívia, mas da LaMia Venezuela; deixamos o mesmo nome para não perder a pintura do avião; nós alugamos as aeronaves, mas quem opera é a empresa boliviana ", disse Albacete à época. 

A defesa de Miriam Flores optou pelo silêncio. O documento contém as últimas comunicações entre Albacete e Loredana com seus advogados de defesa. "Eu defendo minha filha e minha família", disse o empresário a seus familiares em resposta aos ataques. "Meu pai e minha família nunca mais voltarão para a Bolívia", disse a mulher.

Ao R7, o advogado do diretor da LaMia, Gustavo Vargas Gamboa, confirmou que Albacete não era sócio da empresa, e que apenas arrendava aeronaves para a LaMia. "O senhor Ricardo Albacete era o proprietário do avião e o alugava para a LaMia", garantiu Jerjes Justiniano. 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.