Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Evaristo de Macedo lamenta morte do filho: 'Pancada muito forte para mim'

Ídolo de Real Madrid e Barcelona, o icônico ex-jogador comunicou o falecimento do filho por meio das redes sociais

Futebol|

Filho de Evaristo de Macedo morreu aos 64 anos
Filho de Evaristo de Macedo morreu aos 64 anos Filho de Evaristo de Macedo morreu aos 64 anos

Ídolo de Real Madrid e Barcelona, Evaristo de Macedo, de 89 anos, comunicou neste domingo (5) a morte do filho, aos 64 anos. A notícia foi divulgada por meio das redes sociais do ex-jogador da seleção brasileira. A causa do óbito não foi informada.

"Meu amado filho Evaristo 'Chamaco', botafoguense, catalão, nos deixou sábado aos 64 anos. Sereno, em paz! Pancada muito forte para mim e Norma, com idades avançadas. Esperamos ter tempo para que essa enorme dor vire saudade de nosso querido filho. Agradecemos às mensagens de carinho", publicou a conta oficial do ex-jogador.

Atacante veloz e de grande qualidade técnica, Evaristo de Macedo iniciou sua trajetória no futebol com a camisa do Madureira, passando ainda pelo Flamengo antes de sair do Brasil. Na Europa, assinou com o Barcelona em 1957, ficando quatro anos no clube e conquistando vários títulos, incluindo dois Campeonatos Espanhóis e uma Copa do Rei.

Se transferiu para o Real Madrid em 1962, ficando no time da capital espanhola por três temporadas. Com a camisa madridista ergueu a taça do campeonato nacional nas temporadas 1962/63, 1963/64, 1964/65. Retornou ao Brasil para encerrar a carreira no Flamengo, clube pelo qual marcou mais de cem gols.

Publicidade

Pela seleção brasileira, Evaristo disputou as Olimpíadas de Helsinque, na Finlândia , mas não chegou a jogar uma Copa do Mundo. Até hoje é o único jogador a marcar cinco gols em uma mesma partida com a camisa verde-amarela. O recorde foi estabelecido na goleado por 9 a 0 sobre a Colômbia, no Campeonato Sul-Americano de 1957.

Formado em Educação Física, Evaristo de Macedo virou treinador após pendurar as chuteiras, comandando clubes como Bahia, Santa Cruz, Fluminense, Barcelona, Grêmio, Cruzeiro, Vitória, Flamengo, Corinthians, Vasco e Athletico-PR. À beira do campo, também teve uma breve passagem pela seleção, em 1985.

Daniel Alves: confira, em fotos, o caso que mantém o jogador preso há 46 dias

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.