Logo R7.com
Logo do PlayPlus
BRASILEIRO 2022
Publicidade

Estreia de Sampaoli no Flamengo tem três zagueiros, Pedro e Gabigol juntos e Marinho titular

Diante do Ñublense, Jorge Sampaoli resgatou o trio de zaga e a dupla de atacantes e o Rubro-Negro venceu por 2 a 0 no Maracanã

Futebol|Do Live Futebol BR


Jorge Sampaoli e Fabrício Bruno durante Flamengo x Ñublense pela Libertadores
Jorge Sampaoli e Fabrício Bruno durante Flamengo x Ñublense pela Libertadores

Estreando pelo Flamengo nesta quarta-feira (19), na vitória diante do Ñublense pela Libertadores da América, Jorge Sampaoli realizou algumas mudanças no time titular com relação às escalações do técnico interino Mário Jorge.

O esquema com três zagueiros, adotado no final da passagem de Vítor Pereira, voltou, assim como a dupla Pedro e Gabigol no ataque e o trio de meio-campo com Vidal titular e Gerson como meia. A grande novidade ficou por conta da volta de Marinho aos 11.

Diante do Ñublense, Sampaoli escalou o Flamengo com Santos no gol, Fabrício Bruno, David Luiz e Léo Pereira na zaga, Thiago Maia e Vidal formando a dupla de volantes com Gerson mais à frente, Marinho e Ayrton Lucas abertos e Pedro e Gabigol como atacantes. O esquema foi desfeito com as entradas de Wesley e Everton Ribeiro nos lugares de Fabrício Bruno e Vidal aos 15 minutos do segundo tempo.

Leia também

Além dos três zagueiros, a primeira formação de Sampaoli trouxe o trio de meio-campo pouco utilizado por Vítor Pereira, com Thiago Maia e Vidal como volantes e Gerson como um meia de fato. Gerson teve bons momentos com o treinador no Olympique de Marselha, da França, como um meia ofensivo, por vezes atuando como um ponta ou falso 9.

Publicidade

Quem mais se beneficiou com a nova formação de Sampaoli foi Marinho, que também jogou com o argentino no Santos em 2019. Atuando aberto pela direita, o meia voltou ao time titular com duas assistências para os dois gols da partida, marcados por Pedro. Foi apenas o quinto jogo de Marinho como titular em 2023, sendo três deles com time misto ou reserva.

A dupla de ataque também foi um sinal interessante da estreia de Sampaoli. Nos últimos dias de Vítor Pereira no Flamengo, Gabigol expressou sua vontade de jogar como referência do ataque, disputando posição com Pedro. Os atacantes atuaram poucas vezes juntos desde então, mas dividiram o comando do ataque durante 87 minutos diante do Ñublense.

Sob comando de Haaland, City elimina o Bayern e se classifica para as semifinais da Champions

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.