Campeonato Brasileiro

Futebol Erison marca no fim e garante empate de Botafogo e América-MG

Erison marca no fim e garante empate de Botafogo e América-MG

Aloísio fez ainda no primeiro tempo, mas 'El Toro' anotou já aos 40' da etapa final para deixar tudo igual em Belo Horizonte

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Erison sobe mais alto que a defesa do América-MG para empatar o jogo em BH

Erison sobe mais alto que a defesa do América-MG para empatar o jogo em BH

Vitor Silva/Botafogo (21.05.2022)

O Botafogo foi até Belo Horizonte e arrancou um empate do América-MG na noite deste sábado (21), em partida válida pela sétima rodada do Brasileirão. Na Arena Independência, Aloísio fez para o Coelho ainda no 1º tempo, mas quando tudo parecia definido, Erison apareceu para deixar tudo igual aos 40' da etapa final.

Com o resultado, o Alvinegro vai a 12 pontos, e “dorme” fechando o G4 na classificação do campeonato. Já o time mineiro se distancia da parte de baixo da tabela, assumindo a oitava colocação com 10 pontos.

O jogo
Mesmo fora de casa, o Botafogo começou melhor e dominou os primeiros minutos de jogo. Porém, esse domínio durou muito pouco e também não significou ameaça ao gol defendido por Jailson.

Aos 34’, o Coelho foi quem marcou, mas o gol foi anulado. No lance, Patrick recebeu na direita, cruzou para Henrique Almeida, completar livre, mas em impedimento.

Três minutos depois, Henrique Almeida errou o domínio, Saravia desviou de cabeça, Aloísio apareceu livre e marcou. Dessa vez, o VAR (árbitro de vídeo) confirmou: gol legal, o primeiro do jogo e o primeiro de Aloísio com a camisa do América-MG.

Precisando mudar, o técnico Luís Castro mexeu no Botafogo ainda no intervalo. Del Piage e Vinícius Lopes entraram em campo, e Patrick de Paula passou a ter mais liberdade para armar.

Aos 14’, Patrick de Paula cobrou falta da entrada da área com perigo, mas Jailson salvou o América-MG.

Luís Oyama, do Botafogo, e Henrique Almeida, do América-MG

Luís Oyama, do Botafogo, e Henrique Almeida, do América-MG

Vitor Silva/Botafogo (21.05.2022)

Com as mexidas na segunda etapa, o Botafogo passou a fazer o que não fez durante os primeiros 45 minutos: povoar o campo de defesa do América-MG.

Aos 31’, Oyama chutou da entrada da área e quase empatou – a bola passou perto da trave de Jailson. Essa finalização do volante foi apenas a terceira do Glorioso em toda partida.

O Alvinegro ainda tentou esboçar pressão nos minutos finais, mas não conseguia se encontrar e não levou grande perigo para os donos da casa. Até que, aos 40’, apareceu a estrela de Erison.

Após cobrança de escanteio, ‘El Toro’ subiu mais do que a zaga do América-MG, colocou a cabeça na bola e deixou tudo igual em BH. Em sua primeira finalização no jogo, Erison marcou seu 13º gol na temporada. O artilheiro do Botafogo em 2022 salvou mais um jogo que parecia perdido. Final: 1 a 1.

Próximos jogos
O Botafogo volta a campo no domingo que vem (dia 29), pela oitava rodada, quando encara o Coritiba no Couto Pereira, na capital paranaense. Já o América-MG joga no meio de semana. O time viaja para o Equador, onde enfrenta o Independiente del Valle, na quarta-feira (25), pela última rodada da fase de grupos da Libertadores. O Coelho não tem mais chance de avançar às oitavas.

FICHA TÉCNICA
América-MG 1 x 1 Botafogo
Local: Arena Independência, em Belo Horizonte-MG
Data e hora: sábado (21/05), às 21h (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (FIFA / SP)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (FIFA / SP) e Neuza Ines Back (FIFA / SP)
VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
Cartões amarelos: Rodriguinho, Marlon (América-MG); Vinícius Lopes (Botafogo)

Gols: Aloisio, aos 37’/1ºT (América-MG) e Erison, aos 40'/2ºT (Botafogo)

AMÉRICA-MG: Jailson; Patric, Éder, Luan Patrick e Marlon (Raúl Cáceres, aos 27’/2ºT); Lucas Kal, Rodriguinho (Índio Ramírez, aos 43'/2ºT) e Gustavo (Ale, aos 14’/2ºT); Felipe Azevedo (Kawê, aos 43'/2ºT), Aloisio e Henrique Almeida (Zé Ricardo, aos 27’/2ºT). Técnico: Vagner Mancini.

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Saravia (Lucas Fernandes, aos 37’/2ºT), Victor Cuesta, Kanu e Daniel Borges (Hugo, aos 16’/2ºT); Luis Oyama, Patrick de Paula (Matheus Nascimento, aos 25’/2ºT) e Tchê Tchê (Del Piage, no intervalo); Victor Sá, Erison e Diego Gonçalves (Vinícius Lopes, no intervalo). Técnico: Luís Castro.

Luís Castro é o 1º português e 5º europeu a comandar o Botafogo; saiba quem foram os outros

Últimas