Futebol Emílio Faro desconversa sobre efetivação após novo tropeço 

Emílio Faro desconversa sobre efetivação após novo tropeço 

Vasco foi inofensivo contra o CSA no Rei Pelé e perdeu pelo placar de 2 a 0; comandante interino segue com apoio do grupo

  • Futebol | Do Live Futebol BR

Emílio Faro vive incerteza quanto a efetivação no comando do Vasco

Emílio Faro vive incerteza quanto a efetivação no comando do Vasco

Daniel Ramalho / Vasco

Na noite desta quinta-feira (18), no Rei Pelé, pela 25ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Vasco foi derrotado por 2 a 0 pelo CSA em partida com desempenho ofensivo abaixo do esperado e situação adversa (veja como foi o confronto).

Em entrevista coletiva após o duelo, o técnico interino Emílio Faro iniciou destacando que o feitiço virou contra o feiticeiro. O gol marcado por Lucão aos dois minutos de jogo complicou a vida do cruzmaltino na casa do Azulão.

"O primeiro tempo determinou a partida. Da mesma forma que nas nossas vitórias eu afirmei que a gente conseguiu um favofrecimento por ter feito um gol logo no início, hoje o nosso dificultador foi ter levado um gol o início", iniciou o interino.

Ao longo da semana, também em entrevista coletiva, o zagueiro Anderson Conceição revelou que o elenco está fechado com Emílio até o fim da temporada e deseja a efetivação do profissional, que, no entanto, desconversou sobre o tema.

"O Paulo (Bracks, diretor esportivo da SAF), hoje, está presente em nosso dia a dia. Uma pessoa que tem dado todo suporte e tranquilidade para realização do trabalho. Eu me considero, juntamente com as pessoas, da casa, uma pessoa muito conhecedora do grupo. Essa questão de treinador que vem, treinador que não vem, vai ser sempre uma pergunta voltada para um saber que, no momento, na partida de hoje, não tem um grau de importância tão grande. Hoje, com a chegada de um treinador, estariamos nós diante das coisas que foram conversadas, passando informações para quem estivesse chegando", disse.

O auxiliar permanente do Vasco ainda ressaltou o quão complicado, na sua visão, é enfrentar equipes que lutam contra o rebaixamento para a Série C.

"Os times que estão no Z-4 hoje estão em um grau de intensidade e de vontade muito grande para se livrarem. O grau de dificuldade é muito grande com essas equipes. Talvez, se pegarmos as equipes do bloco intermediário ou as do G-4, fica um jogo mais facilitado. Os do Z-4 são jogos complicados e fora de casa. Mas hoje, com o grupo que a gente vem trabalhando desde 4 de janeiro, nos traz a certeza de que este grupo vai dar uma resposta positiva", destacou Emílio.

Vasco fecha janela de transferências com contratação de impacto, novas caras e saídas irrelevantes

Últimas